segunda-feira, 8 de junho de 2009

Infecção urinária: cuidado em dobro


Eis mais um assunto que gostaria muito de discutir com outros lesados medulares. Nos primeiros meses no hospital, tive muitas infecções urinárias bem fortes, daquelas de ficar sem camisa e colocar compressas para diminuir de 40º a febre. Foram os únicos dias em que tive medo de bater as botas. Ou melhor, as luvas, já que nem botas dava pra bater. Mesmo assim, no auge da febre não perdi o bom humor. Minha irmã ficava acordada a noite inteira colocando compressas em mim e eu falava "põe compressa, mas sem pressa" ou então "estou com frio, estou vendo uma luz, brilhante, dá vontade de ir até ela... mas não vou alcançar o teto."
Sem brincadeira, depois daqueles casos de morte e amputação por causa de infecções urinárias fiquei atento e sigo todas as recomendações para evitá-las. Mas mesmo assim tenho tido infecções constantemente, quase todo mês. Mas como já conheço os sintomas, quando percebo que a urina está escura e com cheiro e sinto dores pelo corpo, inicio o antibiótico e não chego a ter febre. Mas hoje de manhã foi diferente, já acordei com febre e iniciei o antibiótico, mas ainda está em 37,5º. É a segunda pior infecção do ano.
Mesmo depois que aprendi a fazer o cateterismo na modalidade limpa, recomendado até pelo Sarah, continuo mantendo o modo estéril, com luvas plásticas esterilizadas e sonda estéril em todos os cats, exceto no banho, em que faço a limpa. Mas ontem fiz o cat no Mineirão (fui assistir CruzeiroXInter), no banheiro para deficientes, não sei se foi o que influenciou a atual infecção, mas tem grande chance. Agora, definitivamente, não faço mais em locais em que eu não tenha certeza da qualidade da limpeza realizada. A seguir alguma teoria encontrada e métodos de prevenção.
Até os meados da década de 70, insuficiência renal e outras complicações do trato urinário eram as maiores causas de mortalidade em pacientes com lesão da medula espinhal (lesão raqui-medular - LRM) e a preservação da função renal é o principal objetivo do tratamento urológico de pacientes com LRM.
A maioria das complicações relacionadas ao trato urinário observadas em pacientes com LRM deve-se aos distúrbios da função da bexiga e do esfíncter que freqüentemente acompanham o quadro de deficiências neurológicas. O advento dos exames urodinâmicos contribuiu para um melhor entendimento dos distúrbios da bexiga (também chamada bexiga neurogênica), servindo de base para o acompanhamento urológico dos pacientes.
A monitorização periódica e criteriosa destes pacientes permite o diagnóstico precoce das complicações urológicas e pode prevenir a instalação de danos irreversíveis a função renal e vesical.
Outros importantes avanços terapêuticos foram os progressos no tratamento das infecções urinárias e da litíase (cálculos) renal e vesical. Uma vez que a integridade do trato urinário esteja garantida e o paciente inserido num regime de acompanhamento urológico, novas considerações passam a ser importantes, destacando-se principalmente o controle da continência urinária e o estabelecimento de um método adequado de esvaziamento vesical. Neste sentido, avanços importantes realizados foram a introdução do auto-cateterismo intermitente, o desenvolvimento do esfíncter artificial, as técnicas cirúrgicas de ampliação vesical e derivações urinárias continentes e diferentes modalidades de estimulação elétrica vesical.
O tratamento dos distúrbios da micção nos pacientes com lesão medular não deve se basear somente em dados clínicos, levando em consideração a investigação laboratorial, radiológica e urodinâmica. Os "exames urodinâmicos" constituem a melhor alternativa para estudar funcionalmente o trato urinário inferior. Através da urodinâmica pode-se determinar e classificar o tipo de disfunção miccional e identificar fatores que coloquem o paciente sob maior risco de desenvolver complicações nos rins e bexiga.
Além da avaliação clínica-urodinâmica são necessários exames laboratoriais (creatinina sérica e hemograma; urina I e urocultura) e radiológicos (USG e uretrocistografia). Estes exames são importantes como referência futura para o acompanhamento urológico, possibilitando avaliar o surgimento ou agravamento de possíveis alterações urológicas. A partir da investigação urológica inicial podemos compreender a disfunção vesical de cada paciente e instituir o tratamento mais adequado. É importante frisar que pacientes com lesão medular podem apresentar algum grau de recuperação neurológica por vários meses após o trauma em decorrência de regeneração da lesão, devendo-se evitar qualquer procedimento irreversível antes de 1 ano do trauma.
Para mais informações, clique aqui. E se possível comente sua situação em relação à infecção urinária, frequeência de incidência e como faz para evitar.

53 comentários:

  1. Alteração no cheio até é comum, mas infecção com febre é bem mais raro. Em 10 anos, acho que apenas duas vezes tive os sintomas de uma infecção urinária... Só faço cateterismo limpo, uso um gel antisséptico para limpar as mãos na maior parte das vezes (nem sempre dá), tomo vitamina C diariamente e um outro remédio de vez em quando quando há alteração no cheiro. Acho que o mais importante é ser acompanhado por um bom urologista!

    ResponderExcluir
  2. Oi Alessandro,meu marido tb faz "cat",e no inicio ele tinha dois tipos de infecções uma que dava febrinha e outra que dava febrão,como ele não consegue fazer sozinho,eram várias mãos ajudando,eu,cunhada,empregada,quem tivesse na hora.Mas hoje estabelecemos que só eu faço,tenho minhas unhas sempre curtas,lavo a mão com água e sabão e seco numa toalha de rosto só pra mim,atualmente compramos sonda CPL de saquinho que tem um tipo de esterilização a raios não sei o quê.Usamos uma por xixi sempre,a xilo e as sondas são guardadas numa gavetinha especial pra isso e mesmo fazendo a mão sem luvas ,NUNCA MAIS ,tem mais de 1 ano que ele não tem infecção urinária.Temos sempre umas receitas médicas a mão,pra quando o cheiro tiver mais forte a gente fazer urocultura e não tem dado nada.Quanto ao estádio de futebol,com certeza foi lá sim,da próxima vez em vez de fazer direto no vaso,leva uma garrafinha de água,hehehe,acredite é mais limpo.A idéia do álcool em gel tb é boa adotamos quando viajamos e não temos onde lavar as mãos.O uso da macrodantina no meu marido não adiantou muito,assim nem usamos mais. Ele tb fez toda a reabilitação no Sarah lá é ótimo,mas só você mesmo pra se conhecer,meu marido no início da lesão tb perdia muito xixi,mas hoje ele sente vontade de fazer xixi,acredite se quiser.Ele começou a quase que cronometrar o tempo entre a água que ele bebia,o volume ingerido,o tempo que levava pra sair o xixi e o volume total,hoje,já passamos dessa fase,mais uma etapa vencida.beijos
    Tania

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tânia sou Maria Eduarda, eu gostaria de tirar algumas dúvidas, comecei a namorar um rapaz parablégico, vejo que ele tem dificuldade em me falar sobre as necessidades, e eu quero aprender a dar uma vida saudável a ele. Se achar que pode e deve me chama no whatsapp por favor?! 041984592949 ficarei imensamente grata.

      Excluir
  3. alessandro meu mano tbm tem o mesmo problema uma infecçao em cima da outra em menos de mes o que posso fazer pra ajuda-lo tbm usamos luvas e tudo vitamina c ajuda a diminuir a infecçao o que posso fazer

    ResponderExcluir
  4. MAURICIO HILANIO PARANHOS19 de fevereiro de 2010 16:45

    TENHO PAPARESIA ESPASTICA TROPICAL E SOU NOVO NESSE NEGOCIO DE CATERERISMO COMECEI A FAZER ONTEM VENDO O ENFERMEIRO FAZER COMIGO.FUI FAZER SOZINHO SAIU POUCA URINA E FICOU UMA DORZINHA NO PENIS.SERÁ QEU FERI ALGUMA COISA.ESTOU APAVORADO.EM TEMPO SOU CADEIRANTE JÁ HA NS 15 ANOS SO AGORA APARECEU ISSO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ISSO É NORMAL , COMIGO DAVA ATÉ FEBRE , E SAIA UM POUQUINHO DE SANGUE , MAS A CICATRIZAÇÃO E RÁPIDA , NÃO PRECISA FICAR PREOCUPADO , FICA PREOCUPADO SÓ COM A HIGIENIZAÇÃO ... DEUS TE ABENÇOE ....

      Excluir
  5. Mauríricio Hilanio paranhos19 de fevereiro de 2010 17:00

    Sou cadeirante faz tempo,devido à sequela de uma mielite viral.ùltimamanente tenho sentido dores abdominais,prisão de ventre e retenção abdominal,chamei um enfermeiro pra fazer um cateter observei e tentei fazer eu mesmo.mas na última vez ficou uma dorzinha no penis.temo infecção.que faço?

    ResponderExcluir
  6. Detestável, mas necessário o tal do cateter

    ResponderExcluir
  7. Nao sou cadeirante mas tive uma lesão medular as uns 20 anos hoje tenho 40, sou casada tenho 2 filhas, minha lesão foi no s1 e s2 no sacro fiquei com algumas sequelas a principal foi a bexiga neurogênica, chego a ter 1 infeção por mês quando acabo de tomar o antibiótico 20 dias após la vem de novo... não posso ter uma vida sexual normal porque a infecção piora ja tomei a vacina,fiz o uso de macrodantina, fiz estilação com nitrato de prata... sempre volta agora o meu urologista vai tentar nova estilação com um remédio novo que surgiu e eu estou no aguardo,to na maior esperança.

    ResponderExcluir
  8. Faço auto cateterismo 4 vezes ao dia.Procuro fazer com a maior higiene possível.Ás vezes sai pouca urina(300 ml)as vezes 500 ml,principalmente pela manhã quando não me levanto pra fazer.Últimamente tenho sentido a região do baixo ventre e do pênis meio doloridos.Alguem pode dizer porquê/

    ResponderExcluir
  9. Maurício Hilanio Paranhos8 de junho de 2010 16:28

    No fim deste mes tenho uma 2ª visita agendada no Hospital Sarah de Salvador com a infectologista drª Elaine Coutinho Netto.A 1ª foi muito boa.Uma consulta e tanto com exames feitos na hora.Aconselho se candidatarem

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde. Sou Fisioterapeuta especialista em urologia e o estou parabenizando pelo site. Muito bacana.
    Deixo meu contato, caso queira trocar umas ideias ou pegar umas dicas. Uma pergunta? Vc já fez a massagem reflexa na bexiga? Se sim ou não me retorne que conversamos mais. Um abraço. Deus o abençoe.
    Dra. Luana Ferreira. contato: diretoria.fisiocare@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como é essa massagem? Me chamo Josi e tenho uma filha cadeirante e estou com muita dificuldade em ensina-lá Fazer cateterismo nela própria.

      Excluir
  11. Ronildo Pereira Lemos. Nao sou cadeirante mas fiquei com grandes sequelas,devido a mielite.Ando com dificuldade e tb faço cateterismo 4 vezes por dia,tem um bom tempo que nao tenho infecçao urunaria,eu mesmo faço e uso o método de tomar um meio banho toda vez que faço ta dando certo.Sou pacinente do SARAH em Salvador. OBR, BEIJOS. RONI

    ResponderExcluir
  12. ola minha filha nasceu com mielo e hidrocefalia ela tbm faz o cat a 8 anos no ínicio teve muita infecçaõ ,mas graças a deus tem muito tempo que ela não tem eu mesmo faço o cate nele e tomo cuidados uso a sonda de metal em casa e descartável quando saio ou viajo ...

    ResponderExcluir
  13. fiuei paraplegica à cinco anos ,arma de fogo,minha lesao e na T11 e T12,tenho infeccão pelo menos 2 vezes ao ano depois da lesão nunca mais tive febre ,mas pra compensar sinto tantas dores que as vezes sinto que meu corpo não vai aguentar e a qualquer momento essa infecção vai se generalizar tenho muito medo,tambem fiz tratamento no Sarah foi otimo,mas moro em uma cidade que nao tem recursos e os medicos da qui parece nao saber e nem se interessam pelos deficientes............fico mais aliviada quando encontro dicas e informações de pessoas que tem a mesma realidade que a minha........

    ResponderExcluir
  14. olá pessoal... meu esposo também faz cat e aprendemos que com infecção não pode se brincar, pois sofremos muito com febrinha e febrão... agora o alcoo em gel faz parte da nossa vida além de todas as precauções ele bebe muita água acreditem ajuda a evitar a infecção e muito !!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  15. ola amigos, vocês conhecem algum dispositivo para uso no dia-dia e que venda em farmácia,para quem tem incontinência urinaria (tipo algo que coloque no pinto para canalizar a urina) abraço!!!!!!

    ResponderExcluir
  16. Olá pessoal. Meu nome é Davi Carneiro e sou do Guarujá/SP.

    Gostaria de compartilhar um pouco da minha vida pra vcs, sou cadeirante de nascencia e sempre tive a bexiga neurogênica,e eu perdia muita urina toda hora e chegava a ficar com a fralda ensopada me causando o maior constrangimento onde fosse. A pouco tempo graças a DEus a um dos maiores urologistas de São Paulo o Dr Gustavo Oishi conheci o cat intermitente limpo e partir daí minha vida mudou muito pra melhor. O CIL (cat intermitente limpo) é a melhor opçao com certeza pra quem não controla a urina ou tem a bexiga neurogênica, mas como eu gosto de dizer é o metodo mais eficaz contra a infecção porém o que temos que mais tomar cuidado.
    Eu faço o cat a pouco tempo, digamos uns 6 meses e agora por algum vacilo que não sei onde foi,mas peguei infecção que estou tratando agora; muita das vezes fazia o cat de qualquer jeito por causa dá bendita pressa, então por saber onde peco vou dar umas dicas a vocês.
    Primeiramente vou dizer como fazer o cat mais limpo possível.

    CATETER

    1°Como sou cadeirante e mecho na roda da cadeira para me movimentar antes de fazer o cat posiciono minha cadeira de uma forma que não precisarei mais tocar nas rodas até terminar.
    2°Antes de lavar as mãos tiro minha roupa e e solto minha fralda sem tocar no meu pênis.
    3° Lavo a mão uma vez com sabão antibacteriano uso o PROTEX líquido, essa lavagem é para pegar a xilo e a sonda da necesser , abro o saquinho da sonda e aplico a xilo sem tocar na sonda e separo em um lugar limpo lembrando que a sonda ainda está no saquinho.
    4° Higienizo bem o meu pênis com lenço umedecido, desses de bebê.
    5° Aí sim a lavagem final com o PROTEX e no fim da lavagem limpo com ALCOOL 0.70 vendido em qualquer farmacia.
    6° Faço o cateter, não dispejo a urina no vazo, segue aí uma dica, copo descartável! No meu trabalho despejo a urina num copo descartável e em casa numa garrafinha essas de água e depois sim despejo no vazo, de maneira nenhuma deixe a sonda entrar em contato com o vaso.
    7° Assim jogo fora a sonda, e lavo a mão com PROTEX antes de guardar a xilo e o lenço pois as vezes minha está com urina e se eu tocar na tampinha da xilo já era! fico bactéria ali.

    DICA! Sei que os médicos e enfermeiras dizem por estudos que podemos usar a mesma sonda por algumas vezes,e que podemos guarda-las em uma toalha limpa, tudo bem mas quem testou com certeza foi em um laberátorio com profissionais e não em banheiros públicos e com cadeirantes relaxados que deixam as toalhas úmidas e que não trocamos por um bom tempo como nós! kkk , Então vai a dica mesmo que gaste um pouquinho mais, mas nunca utilize a mesma sonda!

    REMÉDIOS

    RETEMIC
    Eu tinha uma total incontinência e perdia muito xixi, mas hoje tomo o remédio RETEMIC para conter a urina (lembrando que não tenho sensibilidade nenhuma de quando fazer xixí) mas o remédio é ótimo não sai uma gota mais enquanto não faço o cat, se estiver com esse problema fale dele com seu urulogista.

    VITAMINA C
    Essa eu não sabia mais li aqui mesmo que ajuda a prevenir a infecção, pois como todo cuidado é pouco vou tomar também kkkkk

    ÁGUA
    Meu Deus é de graça e não tomamos, imprecionante como somos relaxados, vamos lá eu também preciso fazer isso. Useuma garrafinha de água de 500ml e siga as instruçõs abaixo.
    Das 8:00 as 12:00 tome uma garrafinha
    Das 12:00 as 16:00 tome outra
    Das 16:00 as 20:00 tome outra
    Das 20:00 as 0:00 tome outra.
    Não adianta tomar a garrafa toda de uma vez, cuidado que vc pode danificar seus rins sobrecarregando eles com 500ml de uma vez só.

    SUCO DE PEPINO.
    Essa é boa, pra quem come muita besteira e tem medo da tal insuficiência renal, segue uma dica, suco de pepino de manhã em jejum, o suco de pepino é um suco antitoxicante, não que ele faça a função dos rins mais ajuda a desintoxicar seu organismo, vamos combinar que mesmo que seja pouca,mas é bom darmos uma força para nossos rins.

    Espero ter ajudado, Abraços

    Davi Carneiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Davi, tudo bem?
      sou enfermeira e vou fazer uma palestra para cadeirantes, gostei muito do teu depoimento, posso usar como exemplo?
      grande abraço.

      Excluir
  17. meu nome e Joao paulo rocha .moro sergipe interio

    ola gostaria de vcs ai faz cateterismo me add ai .fikei paraplegico e uso sonda ainda queria tira duvida sobre remedio essa coisa.. add joaopaulo.lovy@hotmail.com ... espero ajuda de vcs .fui urologista aki ele nem sabia nome desse remedio ai kkk.ajuda ai vcs me add msn aguardo

    ResponderExcluir
  18. Cara, eu entendo bem isso. Já andei pesquisando sobre isso, sou LM, faço cat e tenho infecções. Isso não tem como mudar, devido o cat, mas é possível controlar e manter em um nível de risco mínimo. Óbviamente o cat tem q ser feito com tds os cuidados exigidos, mas é impressindível beber pelo menos 3L d água por dia, você vai mijar muito, mas não terá infecções, eu garanto! Tive uma infecção que me deu uma febre de uns 39ºC, raramente tenho sede e isso dificulta beber água, resultado tive que me enfiar nos antibióticos, a água é a solução!

    ResponderExcluir
  19. sou tetraplegico a 20 anos e estou com dificuldade de urinar a bexiga enche e fico passando mal e tem que sondar o problema que moro sozinho a pessoa que me ajuda vem 3 a 4 veses dia, quero saber se tem algum tetraplegico c5 c6 que fas cateterismo sozinho? se sim favor esplicar como? existe algum equipamento ajudar?

    ResponderExcluir
  20. BOA TARDE AMIGOS,
    MINHA MANA LIENE ESTÁ SOFRENDO COM A INFECÇÃO URINARIA ELA TEVE LESAO T3 E T4 E FICOU PARAPLEGICA FAÇO O CATETERISMO DELA 3 VEZES AO DIA E MESMO ASSIM CONTINUA JÁ TOMOU VARIOS ANTIBIOTICOS O Q FAÇO? AJUDE-NOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A melhor coisa a fazer é procurar um urologista e relatar o quadro, o que posso recomendar é fazer cateterismo estéril, e tomar Macrodantina diariamente, que é um profilático que evita a infecção. Suco de Cranberry também ajuda.

      Excluir
    2. Oi Luciene, talvez precise aumentar o numero de cateterismos ao dia, deve estar ficando urina muito tempo na bexiga, isso estimula produção de bactérias, outra coisa, tem que tomar muita água, revisar a técnica do cat, ver se tu não está contaminando em algum momento, usa alcool gel, lenço umidecido, luva plastica, se for o caso, limpeza do órgão genital da frente para trás, nunca de trás pra frente. E é claro, procurar ajuda médica para tratamento e acompanhamento. Enf. Tania de Paula. Qualquer coisa, meu email: taniamhp@yahoo.com.br

      Excluir
  21. boa noite me lesão e na T 12 e perco muito xixi gostaria de saber se tem algum remedio para poder controlar.E se a minha lesão for completa se vou usar fraldas sempre obrigado

    ResponderExcluir
  22. Gostei do blog, sou paraplégico, uso retemic 5mg 1 vez por dia e minha begica segura bem .Na hora de passar sonda de alivio, faço a higiêne com polvidine e uso gases estéril para pegar a sonda, assim não preciso por as maõs na sonda, lubrifico com xilestesin, pois é mais barato, pra mim sempre funciona, pelo menos é raro aparecer infecções, uma hora aparece, pois mesmo tomando todo cuidado, as vezes acontece e ai tem que procurar um urologista, não tem jeito, boa tarde e abraços a todos, fiquem com Deus.

    ResponderExcluir
  23. Fui atropelada quando era um bebê de 10 meses, quando eu ainda estava aprendendo a andar de andador. Acho que acabo respondendo de forma diferente por ter lesão medular completa desde bebê: tenho poucas infecções, talvez uma por ano e meus rins são ótimos, mesmo eu já tendo virado adulta. Não tenho sensibilidade nenhuma desde a altura de T5, pois minha lesão completa é de T5 a T10. O meu problema é que mesmo com cateterismo e uso de oxibutinina tenho perda urinária. Algum de vocês passa por isso também? O que posso tentar fazer para acabar com a perda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um urologista me propôs de fazer aplicação de toxina butolínica na bexiga, isso faz com que ela fique bem mais relaxada e caiba mais xixi. Mas o SUS não faz e o preço era por volta de R$ 10.000,00. como isso já faz uns dois anos, pode ser que algo tenha mudado e o sus ja esteja fazendo. tente se informar.

      Excluir
  24. Muito bom o blog e todas as sugestões. Gostei.

    Sou tetraplégico a 9 anos.

    Eu mesmo já estive com o urologista hoje. Não foi muito satisfatório não. Ele sabe tudo que eu já sei!
    Atualmente uso SVD. Já sofri muito com uripen.
    Eu também já fiz (durante pouco tempo devido a um mal funcionamento do método) essa sondagem de alívio.
    Eu me lembro que tomava um remédio para conter a urina durante o intervalo entre as sondagens mas não fazia efeito não. Eu ficava era todo molhado! Tinha que usar faldas querendo ou não! Fora as infecções. Passava a sonda e alguns minutos depois já estava molhado de novo, mesmo tomando água controladamente. Continuei com o uso do uripen até até que a uns três anos atrás um urologista mandou que eu colocasse uma sonda de demora, afinal na minha bolsa coletora era sangue puro, estava com uma pielonefrite daquelas. (Consequência da desinformação).
    Uso até hoje. Só que ultimamente é infecção direto. Não chego a ter febre, mas o cheiro da urina...
    Andei lendo muito sobre esse assunto ultimamente (foi assim que cheguei aqui) e descobri muitas coisas.
    O que vou fazer atualmente é começar a pegar mais pesado na higiene, mesmo usando esse tipo de sonda, que é de grande risco de infecções.
    Infelizmente sondagem de alívio não está sendo viável pra mim no momento... cada um tem suas dificuldades.

    Boa sorte a todos, fiquem com Deus e não desistam, nunca.

    ResponderExcluir
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  26. Boa noite. Meu pai ficou paraplégico recentemente e esse é um mundo novo pra nós. Acabou de ter uma infeccao urinatia que parecia que ia morrer, mas graçs a Deus e os antibioticos ficou bem. Sem sonda ele nao consegue urinar então preciso aprender direitinho como fazer essas sondagens de alívio sem machucá-lo e sem trazer risco de infecção. Achei otima a explicaçao de um comentario acima.obrigada.

    ResponderExcluir
  27. Boa noite meu povo. Após uma cirurgia para retirada de um câncer no intestino, fiquei com problema na bexiga, mais conhecido como bexiga neurogenica hipoativa, ou seja, o não esvaziamento total de bexiga. Devido a tal situação, faço uso de sondagem cate na modalidade limpa. Já estou na terceira infecção. Mas duas primeiras fiz uso de macrodantina. Hoje o médico do PA me receitou Tamiran 750 mg. Alguém já usou esse antibiótico? Será melhor que a macrodantina?

    ResponderExcluir
  28. Olá bom dia, já faz muito tempo que tomei um Tamiran, já tomei Macrodantina também...
    Na verdade cada antibiótico se faz eficiente dependendo do tipo da bactéria. O médico receita o antibiótico a partir do resultado do exame de urina (Urocultura ou o exame "tipo 1" que é o mais simples e rápido).
    Acho que não dá pra dizer qual dos dois é mais potente mas provavelmente se você tomar esse último que o médico receitou ele vai fazer efeito sim.
    Mas o ideal é sempre fazer o exame pra identificar qual a bactéria existente pra poder tomar o antibiótico específico, ou seja, se for uma bactéria forte e tomar um antibiótico fraco vai fortalecer mais ela. Isso já aconteceu comigo.
    Eu tomaria o Tamiran mesmo já que o médico receitou. Faça isso e espere o resultado.
    Espero ter ajudado. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica com Deus também amigão. E que Ele nos abençoe e nos dê força para continuar.

      Excluir
    2. O antibiótico é determinado pelo exame chamado "antibiograma" que sempre é pedido junto ao exame de cultura. No exame de cultura eles deixam por por 3 ou 4 dias as bactérias se desenvolverem nas amostras de urina e assim as identificam. Num segundo momento, no exame de antibiograma, é colocado os antibióticos disponíveis no mercado para verificar a qual deles a bactéria é sensível ou resistente. Normalmente ela é sensível a mais de um antibiótico, então o médico vai decidir qual prescrever levando em conta o histórico do paciente. Portanto, se a bactéria for sensível à macrodantina (nome comercial) e resistente ao norfloxacino, por exemplo, não vai adiantar nada tomar o norfloxacino. Espero ter ajudado!

      Excluir
  29. Olá, me chamo Josi. Queria saber se alguma MENINA consegue fazer cateterismo sozinha, estou com muita dificuldade em ensinar minha filha de 17 anos a fazer nela mesma

    ResponderExcluir
  30. Gostaria de saber se alguma MENINA consegue fazer cateterismo sozinha, estou com dificuldade de ensinar minha filha de 17 anos fazer nela mesma.

    ResponderExcluir
  31. Olá existe alguma cirurgia de bexiga para que minha filha possa parar de usar fraldas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Bom, eu não acho que exista uma cirurgia para isso viu...
      Mas uma "solução" para isso seria o uso de sonda vesical de demora. Ela é colocada e pode ficar até 30 dias com ela, indo fazer a troca no posto de saúde com um enfermeiro (a).
      Serve para homens e mulheres também. Eu uso a um bom tempo, usei muito Uripen mas aquilo além de machucar ainda acontecem de se soltar em algum momento e molhando tudo.
      Essa sonda de demora não evita infecções, pelo contrário, sempre tem.
      Usando ela será preciso o uso de um coletor assim como no uso do Uripen.
      Dê uma pesquisada sobre esse tipo de sonda e verá que tem bastante informação sobre ela em alguns sites. Qualquer outra dúvida volte a perguntar ok?

      Excluir
  32. Olá, qual a melhor sonda nacional para cateterismo? tem alguma melhor entre as nacionais? qual voces usam? Andei comprando as speedy cath da coloplast, são ótimas mas o preço está fora da realidade aqui do Brasil. Bem que o SUS deveria ser obrigado a nos fornece-las. Tenho contato com cadeirantes pela Europa, por lá eles recebem um kit com sondas speedy caths, conveen (uripen que já vem com cola), fraldas, luvas e todos medicamentos que cada um necessitar na porta da casa deles todos os meses. Ser cadeirante e ser brasileiro é dose dupla de azar, kkkkk... desculpem a piada, mas a realidade é triste mesmo!!! Se puderem me ajudar nessa questão de marca de sonda nacional, comprei a CPL e machucou minha uretra, causou uma infecção que tive de ser internado pq o antibiótico que matava a tal bactéria só pode ser ministrado em hospital, mediante a internação do paciente. Obrigado, fiquem com Deus. E boa sorte a todos. (se quiserem entrar em contato podemos montar um grupo de cadeirantes, ou de pessoas que fazem cateterismo pra trocas de ideias etc... whats 11984160109)

    ResponderExcluir
  33. sou paraplegico a dois anos e faco sonda de alivio de 6 em 6 horas tenho muitas infeccoes urinarias,mal termino de tomar o antibiotico e comeca de novo.

    ResponderExcluir
  34. Cranberry 300mg
    R$ 78,50

    Previne e combate infecção urinária.Possui ação antioxidante.Eficaz no tratamento de gastrite e úlcera gástrica.

    Código: 5040058

    Para maiores informações sobre este produto, acesse:
    http://www.anaterrashop.com/cranberry-300mg.html

    ResponderExcluir
  35. COMPLEXO HOMEOPÁTICO ALMEIDA PRADO ARSENICUM N° 34 - ENURESE NOTURNA
    R$ 20,75

    Muito útil nas crianças que molham a cama. Incontinência noturna de urina. Paralisia da bexiga. A urina é retida ou paralisia do esfincter vesical e, nesse caso, a urina sai involuntariamente. O paciente urina tão facilmente que chega ao ponto de não perceber sua saída. A urina sai involuntariamente ao tossir.

    APRESENTAÇÃO: 60 comprimidos

    Código: 05020353

    Para maiores informações sobre este produto, acesse:
    http://www.anaterrashop.com/homeopatia/complexo-homeopatico-almeida-prado-arsenicum-n-34-enurese-noturna.html

    ResponderExcluir
  36. basta pesquisar sobre alimentos que irritam a bexiga e alimentos que prejudicam os rins. depois que quase 40 anos tendo infecção urinaria direto, fazendo muitas pesquisas na internet descobri que a infecção urinaria em quem tem lesão medular ocorre devido ao refluxo urinario, obstrução do fluxo entre os rins e a bexiga, esse refluxo acontece devido a hiperatividade da bexiga, a saida é muito simples não comer alimentos que irritam a bexiga, por isso que no exame de urodinamica, após o resultado do exame vem a recomendação para usar relaxantes de bexiga, exemplo retemic, incontinol, etc.então o que fazer? não comer alimentos que contem muito potassio, não beber muita agua, só 2 litros está bom, assim mesmo bem distriuidos ao longo do dia, não comer alimentos com muita proteina, não comer alimentos citricos, evitar doces, mel, alimentos muito salgados, biscoitos, balas, eu por exemplo não como mamão, laranja, cenoura, leite, queijo, carne vermelha, refrigerantes, alcool, banana, excesso de café, iogurte, minha dieta é café com pão e manteiga só pela manha, alguns caroços de amendoim, só almoço lá para as 5 horas, peito de frango cozido, alface, e 2 rodelas de abacaxi, a noite jejum não como nada, só 600 ml de agua. acabou infecção urinaria, nunca mais, os sintomas sumiram, a bexiga fica calma, não se irrita, meus rins funcionam bem, acabou o refluxo. a bexiga irritada impede os rins de trabalharem normalmente, causam até prisão de ventre, exemplo laranja e mação nunca resolveram meu problema de prisão de ventre, pois essas frutas são ricas em potassio e irritavam minha bexiga. outra coisa a maioria dos medicos pensam que a causa da infecção eram as sondas, nada a ver, sonda foi criada para evitar infecção. beber muita agua é outro mito, nada a ver.

    ResponderExcluir
  37. ola, minha irma ficou tetraplegica recentemente e tem tido muita infeccao urinaria, esta com sonda permanente no momento p causa de uma escarra, e o pior e que ela esta resistente a quase todos os antibioticos, alguma ajuda ai? a lesao dela e c1 e c5. desde ja agradesco

    ResponderExcluir
  38. Oi bom dia pessoal sou paraplégico à 6 anos dia 18 de fevereiro faz 7 anos nessa vida e estou com uma infecção urinária alguém pode mim informa se o uso de urupem é uma boa forma para se cura uma infecção urinária pois o ctt não se acostumei de forma alguma até mesmo que com urupem posso toma mais água e sinto que à infecção continua por sai as vezes secreção ná urina se alguém pôde mim dá alguma informação melhor me envia no zap 27 99643 5630 Edson

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...