segunda-feira, 27 de julho de 2009

Chair Topper: independência para sair de carro sozinho

A maior dificuldade para um cadeirante sair de carro sozinho é desmontar a cadeira, colocar no banco do passageiro, dirigir com o trambolho ao lado atrapalhando, e quando chega, ainda tem que colocar ao lado do carro, montar e finalmente sair do carro. Essas manobras além de difíceis são perigosas, principalmente porque grande parte das vagas de deficiente são paralelas e em ruas e avenidas movimentadas. Considerando ainda que para montar a cadeira leva alguns minutos e a porta do motorista precisa ficar totalmente aberta, o trânsito ao lado ainda gera reclamações de quem está passando e não tem paciência para esperar um pouquinho.
Para resolver este problema, a Cavenaghi, empresa líder em adaptação veicular, oferece a Chair Topper, sistema inédito no Brasil para transporte de cadeiras de rodas no teto do veículo. O cadeirante desloca-se para o banco do automóvel e aciona um botão que dá inicio à operação que transfere e arruma automaticamente a cadeira de rodas dentro de uma caixa transporte, instalada sobre o carro, no bagageiro.
O Chair Topper pode ser adaptado na maioria dos automóveis, já que seu sistema utiliza um padrão universal de montagem.
Resta saber o preço... e depois esquecer o estrago visual no carro, pois a "caixa" é bem grandinha e fica bem feinha!
Informações sobre produtos e serviços Cavenaghi pelo site www.cavenaghi.com.br
ATUALIZAÇÃO:
A empresa Pinguim, representante da Cavenaghi aqui em Belo Horizonte, me informou o valor do equipamento instalado: R$ 12.532,00 a serem pagos 50% no pedido e 50% no ato da entrega do produto instalado, e tem garantia de um ano. Fazendo o pedido, o equipamento, que é importado, ele demora de 30 a 40 dias para chegar e a instalação é realizada em três dias úteis.
Quando alguém instalar me conta a experiência que publico aqui.

4 comentários:

  1. Concordo com vc sobre a independência, mas usa saida mais barata é levar a namorada junto e ela ajudar, né!!! rsrsrsrs
    Bjos e boa semana

    ResponderExcluir
  2. Pode até ser prático mas que é absurdo de feio isso é ,sem falar nesse preço altissimo.

    ResponderExcluir
  3. O Flávio Wolf, um cadeirante carioca já falecido, bom de comércio que só ele, tinha uma oficina chamada Barão (se não me engano)onde montava engenhocas semelhantes há 20 ou 30 anos. Ele lutava contra falhas técnicas do equipamento como emperramentos e arranhões na lateral dos veículos. Hoje, sem dúvida, o nível técnico deve ser bem superior, livre dos antigos pepinos.

    ResponderExcluir
  4. dei muitas risads quando vc falou do estrago visual da adaptação que vai em cima do veiculo, mas quando se tratar de mulher até que cai bem pq so assim não danificamos as unhas rs

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...