domingo, 16 de maio de 2010

Fim da novela

É gente, com o fim da novela, os cadeirantes vão sair de moda. Mas não tão rápido, a cadeirante que inspirou a trama, Flávia Cintra, estreará um novo quadro no Fantástico, e continuaremos na moda!
Mas o importante não é estar na moda, é ser conhecido e compreendido por todos, o que evita o preconceito e facilita a inclusão. As pessoas não ficam cheias de dedos para lidar com um cadeirante, e dão mais valor a quem vive em uma cadeira de rodas. A Globo é muito legal nesse sentido, está sempre abordando problemas sociais ou deficiências em suas novelas, o que leva informação e curiosidade a toda população, contribuindo para a superação e inclusão.
A novela trouxe também esperança. Mas não esperança de voltar a andar, mas sim de viver o mais próximo possível da normalidade, trabalhar, estudar, viajar, se envolver com alguém, deficiente ou não, sair com amigos, ter filhos e curtir a vida. Acabou com aquela imagem de inválido, de dependente e isolado da sociedade.
E no fim das contas, todo mundo percebe o que é mais do que óbvio: somos pessoas normais que tem limitação motora, dependemos de uma cadeira para nos locomover. E só.

5 comentários:

  1. E só mesmo. Adoro seu blog e continuarei seguindo-o independente de novela.
    Felicidades.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Mais do que só,temos muito mais coisas para mostrar para nossa sociedade!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Como toda pessoa normal! Esse é o sentido de "só".

    ResponderExcluir
  5. Na verdade, esta novela serviu para um início de "quebra" de paradigmas, pois com certeza, muitos conceitos passaram a ser reavalidos pela sociedade, tanto pelos temas que foram abrangidos em relação à pessoa cadeirante, como também pelo que se refere à SUPERAÇÃO em si, a qual nenhum de nós está livre de ter que passar. E mais ainda, exemplos positivos sempre podem ajudar a todos.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...