quarta-feira, 23 de março de 2011

Pedalando na lagoa da Pampulha

Aproveitando minhas férias, peguei a handbike hoje e fui para a lagoa da Pampulha aproveitar que é plano, tem ciclovia e um belo visual. E hoje fui paramentado, com capacete, luva e meu Camelback, que estava jogado desde que fiquei paraplégico e é o único resquício dos tempos de mountain bike, já que o resto ficou na mudança que veio de Floripa. Também instalei o suporte de GPS do carro na bike para filmar parte do percurso e medir com os aplicativos do meu celular. Baixei logo três aplicativos e aproveitei hoje para testar todos e ver qual é o melhor. Me decidi pelo Runkepper, que manda pra internet e publica no twitter o percurso percorrido. Cliquem no link a seguir para ver parte do percurso que salvei: http://runkeeper.com/user/alerifer/activity/29414975.
Aproveitei para fazer um vídeo explicando como passo para a handbike, já que muita gente tem dúvida em relação a isso, pois ela é muito baixinha, e a transferência é complicada. Na filmagem não apareceu muito bem, pois fui eu mesmo que filmei, e acabou não aparecendo a calçada. Mas acho que deu pra entender. Faço da seguinte forma: coloco a handbike em cima da calçada bem próxima ao meio fio, paro a cadeira de rodas do lado da bike, passo a perna por cima do banco da bike e escorrego o corpo até a bike. Depois é só arrumar as pernas nos devidos lugares. Para voltar é a mesma coisa, a cadeira fica bem próxima ao meio fio, a bike idem, e pulo pra cadeira de rodas apoiando no banco da bike. O problema que encontro é que a bike não tem "freio de mão", não trava, então preciso da ajuda de alguém (no caso a Gi) para segurar a bike enquanto faço a transferência. Ela só coloca o pé embaixo da roda traseira da bike e segura o guidon, o resto eu faço sozinho.
Outro vídeo que fiz com o celular foi no suporte de GPS, mas não ficou muito bom porque a câmera focou mais no pedal, que estava mais próximo, deixando o fundo um pouco desfocado na maior parte do vídeo. Mas acho que dá pra ter uma ideia do quanto é gostoso pedalar a handbike, ainda mais em volta da lagoa. Da próxima vez vou colocar o suporte mais pra cima, pegando só a cena em frente à bike. Detalhe trágico: eu estava começando a me empolgar na pedalada quando o simpático casal ao fim do vídeo não me ouviu chegando e simplesmente travou meu caminho. Depois disso passei a trocar de via, apesar do ressalto que dá passar por cima da grama. Mas pelo menos não parei no meio do caminho. Acho que falta uma buzina nessa bike...

5 comentários:

  1. Olá Alessandro,
    Sou nutricionista e estou fazendo um trabalho sobre avaliação nutricional em atletas paraolimpicos. Pesquisando sobre o assunto encontrei o seu blo e achei muito interessante. Parabéns pela iniciativa e por querer compartilhar a sua história dando forças para outras pessoas.
    Pelo pouco que li já percebi que é uma pessoa iluminada por Deus, sempre alegre, com muita vontade de viver e aproveitar a vida.
    Continue assim!!
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Saaam, adorei os vídeos. Essa bichinha corre, hein? Olha, eu tbm acho que a buzina é uma boa idéia. Fiquei aqui imaginando vc fazendo a filmagem e o povo passando e te admirando. Muito legal!

    Bjo, my friend.

    ResponderExcluir
  3. Improvisa uma presilha com arame que te permita manter o manete do freio travado qdo precisar.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom. Não acho que a filmagem focada em primeiro plano ficou ruim. Pelo contrário, dá é ansiedade pra ver o que vai ter logo à frente. Boas pedaladas pra você! E concordo com o comentário aí de cima: o que estiver faltando, vai dando uma improvisada.

    ResponderExcluir
  5. Que máximo, muito bom mesmo. Mais aquela hora do casal que não viu a bike kkkkkkk. Adoreeeeei. Bjos.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...