terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Esgrima em cadeira de rodas

Posição adotada pelos atletas em competições
Ontem estive no Barroca Tênis Clube, no bairro Gutierrez (Rua Américo Macedo, 348) para conhecer o pessoal que treina esgrima em cadeira de rodas. Fiquei sabendo da existência do grupo meio por acaso. Eu estava esperando a Gi para irmos ao cinema no Shopping Pátio Savassi quando um rapaz me abordou perguntando se eu fazia algum esporte. Respondi que andava de handbike e ele me contou sobre o grupo de cadeirantes que treinam lá no Barroca.
Enrolei um pouco mas ontem finalmente resolvi ir lá conferir. Fiquei impressionado com a estrutura que eles tem lá e com a animação dos cadeirantes treinando esgrima. Já participaram de várias competições, e um deles, o Marcos Melo, foi vice campeão brasileiro em duas modalidades (espada e florete) no campeonato do ano passado, em Porto Alegre.
Carlos (de costas) conversando com o atletas
Felizmente o Carlos estava dando uma aula inicial a uma aluna recém chegada, e pude acompanhar as instruções. Ele explicou sobre as diferenças nos equipamentos e quais são os movimentos iniciais para aprender as táticas de combate da esgrima. Falou também sobre a posição adotada no combate, em que as cadeiras ficam a um ângulo de aproximadamente 70 graus e presas em uma estrutura, com distância suficiente para que um atleta acerte o outro nos locais permitidos (acima da cintura). No vídeo abaixo dá pra ter uma ideia da adrenalina que é um combate. Quando um dos oponentes toca o corpo do outro, o placar acende no lado dele e apita (no caso abaixo, os dois tocaram ao mesmo tempo, o da esquerda é a luz vermelha, e o da direita, a luz verde)
video
Em seguida, ele explicou quais são as categorias de esgrima em cadeira de rodas, que variam de acordo a lesão e o controle de tronco que o atleta apresente, e sobre o movimento de tronco necessário nos combates. De acordo com a categoria, o cadeirante pode fazer uso de uma barra que fica do lado da cadeira para segurar e se apoiar. Todo o equipamento é adaptado à necessidade do atleta.
Em guarda! Fala sério, eu levo jeito, heim?
Gostei muito das explicações e também testei alguns movimentos em uma almofada própria para treino. Estou pensando seriamente em iniciar no esporte, já disse aqui várias vezes sobre a importância do esporte para os cadeirantes. A esgrima ajuda muito no controle de tronco e no aumento da força física nos membros superiores, sem contar no bem que o exercício faz para a mente.
As aulas acontecem todas segundas e quintas, a partir das 20 horas na sede do clube (Rua Américo Macedo, 348) e são gratuitas. Eles emprestam todo o equipamento para os atletas, e treinam com muita dedicação. Quem quiser mais informações, é só mandar um e-mail para agrippa@uol.com.br.

4 comentários:

  1. Valeu a dica, Sam. Já tinha ouvido falar que tinha esgrima em cadeira de rodas em BH, mas ainda não sabia onde. Vou conferir também. Adoro!

    Abração

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pela visita, Alessandro! Quem quiser saber mais detalhes, pode entrar direto no site da sala de esgrima do BTC: www.esgrimabtc.com.br
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Me ajudem colocar em prática o plano C.L.E.P.T.I. do Feirão do Imóvel ,juntamente com a O.P.A.P.A. prd.arts. Pra que os Independentes-Dependentes-Especiais-Unindo-Soluções-(I.D.E.U.S.),apos cadastramento comecem a receber os benefícios exceto os Independente.Cadê todo mundo,entre que a casa é sua.

    ResponderExcluir
  4. Eu me encontrei na esgrima. Nunca tinha praticado nenhum esporte, mas com a esgrima foi "amor à primeira vista" e olha que sou filha de professor de educação física, heim?!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...