quinta-feira, 19 de julho de 2012

Caso de polícia

Polícia na vaga de deficiente. Para quem denuncio?
Quando eu vejo algum cidadão desprovido de noção parando o carro em uma vaga de deficiente, fico indignado. Se o cara fica dentro do carro e sai quando quem precisa da vaga pede, menos mal, mas se o cara estaciona e sai do carro, e depois de meia hora volta com a desculpa que era "só um minutinho", dá vontade de amarrar as pernas do infeliz e pedir para ele se virar em uma cadeira de rodas. O que essas pessoas não entendem é que a vaga tem que ficar vazia, pois se um deficiente precisar, é muito complicado e às vezes inviável a alternativa de buscar outra vaga mais distante e em local de difícil acesso.
Belo exemplo, né?
E quando uma autoridade usa uma vaga de deficiente? E se for policial? Não foi uma nem duas vezes que flagrei a cena acima, um carro da polícia parado em uma vaga para deficiente. O veículo acima foi flagrado ontem (18/07) na Rua Bernardo Guimarães, 1468, em frente à unidade do Detran/MG que atende justamente... deficientes. É lá que os deficientes fazem exames médicos para tirar carteira, entram com pedido de isenção de impostos e outros serviços. Por isso que há vagas para deficientes lá na frente. Para serem usadas por deficientes.
Outro dia passei por uma situação semelhante. Precisei ir ao centro da cidade, na Praça Sete, e não estava conseguindo encontrar vaga. Como é muito difícil conseguir vagas por lá, há vagas para deficiente na Avenida Afonso Pena, e fui atrás delas. Imaginem a surpresa ao perceber que todas as vagas foram ocupadas pela Polícia Civil? E como se não bastasse, colocaram um cavalete para acabar de ocupar as vagas. Tive que parar o carro longe e ir rodando até a Praça Sete. E depois voltei rodando. O resultado foram muitas dores no corpo o resto da semana.
Até no Shopping eles abusam
Outro flagra feito por um leitor do blog foi este acima. Uma viatura da Polícia Militar parado em uma vaga para deficiente no BH Shopping. A foto foi tirada no dia 16/06. O que esses caras pensam? Que como "autoridade" eles fazem o que querem? Param onde bem entendem? Se fosse um caso de emergência ou situação de perigo, tudo bem. Mas eles param em qualquer situação. Como fazemos nesse caso? Reclamar com a BH Trans? Pois me cansei desses abusos e fiz uma denúncia na Ouvidoria Geral do Estado. Vamos ver se dá algum resultado. Que mais podemos fazer?

7 comentários:

  1. É de ficar indignado mesmo! Tomara que sua denúncia surta algum efeito! Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Laura, espero que alguém tome alguma atitude. Bjos

      Excluir
  2. Alessandro,
    Isso é falta de amor ao próximo! Como pode existir ainda esse pensamento?
    Eu posso te pedir uma ajuda? Sei que vc ficou no Sarah, como já contou aqui, estamos passando por uma situação complicada, meu cunhado está internado lá, quebrou a T5, colocou prótese de titânio no lugar, lesionou a medula na altura da vértebra, não sente nada da lesão pra baixo! O Sarah apenas mandou fazer um colote e o mandou de volta pra casa, o médico que fez a cirurgia de emergência disse que ele pode fazer a reabilitação, o Sarah não aceita, encontraram um liquido em volta da peça de titânio, outro médico procurado pela família disse que a cirurgia realizada pelo primeiro médico está incompleta, que ele precisa de uma placa de sustentação! Os médicos do Sarah não concordam com nenhum dos dois médicos! Vc tem algum profissional pra me indicar! Tem alguma ideia do que pode ser feito? O acidente foi 19/05/2012.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ale, não sei o que pode ser feito, nunca vi um caso assim, mas te indico os neurocirurgiões que me atenderam: Bruno Peroco e Antônio Baroni, ambos atendem no Mater Dei. Boa sorte!

      Excluir
  3. Uma vergonha...
    Esse é o nosso Brasil...

    ResponderExcluir
  4. Aqui em SP é a mesma coisa, quem deveria dar o exemplo .... Mss sustento uma teoria falta de vergonha na cara deveria ter CID, hahahaha

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...