sábado, 27 de julho de 2013

Autoestima x Deficiência

Você se aceita como é?
Mais um excelente texto da Patty Lorete, em sua segunda contribuição aqui no blog. Obrigado Patty!
"É fato que muitos têm problema com a sua imagem; no entanto, quando falamos da pessoa com deficiência, a coisa piora bastante. Ter um corpo fora do padrão instituído como belo e aceitável, não é nada fácil! Encarar olhares que dizem que somos diferentes da maioria costuma incomodar. Mas... será que esse olhar, que nos destaca, é sempre de reprovação? Será que nunca nos olham com admiração? Sendo bem realista... Acontecem os dois tipos de olhares. Afinal, não adianta tapar o sol com a peneira, o preconceito existe.
O que precisamos fazer é filtrar as mensagens que recebemos e reter o que for agradável, o que acrescenta. Porém, não conseguiremos realizar este processo se não tivermos uma boa autoestima que, segundo Sedikides & Gregg (2003), é a avaliação subjetiva que uma pessoa faz de si mesma, como sendo intrinsecamente positiva ou negativa, em algum grau.
Então, para que eu consiga viver bem com a minha imagem e não me importar com o estigma que, muitas vezes, recai sobre mim, é só me dar valor, é isso? Hum... interessante! Mas é fácil? Não, não é!
O problema é que alguns deficientes insistem em acreditar nos pensamentos alheios negativos a nosso respeito – e nos seus próprios - e passam a enxergá-los como verdadeiros, incorporando uma vida sem graça, pra baixo, desanimada, sem sentido! 
A baixa autoestima inibe nosso potencial e prejudica o convívio social. Aí, depois reclamamos que não temos amigos, que não saímos de casa, que ninguém gosta da gente e...blá, blá, blá...! Na verdade este tipo de comportamento acaba por criar um círculo vicioso. O deficiente se mostra como o coitadinho, injustiçado, o enclausurado. E a sociedade acaba por acreditar que realmente somos assim.
O deficiente esquece que, em todo tempo, “vendemos” uma imagem. E, qual é a nossa vitrine, o que queremos ou estamos mostrando? 
Saiba que, se quisermos ter uma boa autoestima e, consequentemente, vivermos bem com os outros e, principalmente conosco, não podemos desassociar autoestima de autoaceitação, que é: A ação de aceitar a própria forma de ser, os próprios defeitos, qualidades, etc... 
Portanto, entenda, para ser visto pelo que se é, na essência, e não somente por ter um corpo diferente ou fora da simetria tão cultuada nos dias atuais... ACEITE – SE! Goste (ou aprenda a gostar) do seu corpo, do seu nariz, do cabelo, do pé, enfim... se goste do jeitinho que você é. E, por favor, esqueça esta bobagem de normalidade social. Acredite, a normalidade é um fantasma, isto não existe!"

6 comentários:

  1. oi alessandro boa tarde e obg pela resposta das minhas perguntas(espero nao estar sendo chato)cara esse post parece que e pra mim ate algum tempo eu ate cheguei a me achar feio sem graça,com autoesima baixa porem um monte de gente ate meus amigos homems falam que eu sou bonito e eu nao enxergava e assim um amigo falou enquanto vc ficar se achando feio vc vai ficar com o rosto fechado e nao vai sorrir e quem nao sorri fica feio entao eu vi que era eu que tava me fazendo ficar feio,desde entao eu sai de casa mais me arrumo bem pra estar bonito e as mulheres tem me olhado realmente oque agente sente sobre nos mesmo reflete no exterior.hoje eu to saindo mais e minha auto estima subiu muito so falta eu se deus quiser conseguir comprar meu carro e ter um pouco mais de liberdade pra poder ir cada vez mais longe abraço desculpa o texto longo .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juliano, a ideia é essa mesmo! Grande abraço!

      Excluir
  2. Depois de ver meus textos aqui, até me animei em escrever mais rs...
    Obrigada, Alessandro.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que te agradeço Patty! E fico feliz por te estimular a escrever. O espaço está à disposição!!

      Excluir
  3. Muuuuuito obrigada pelo texto. Tem tudo a ver com os cadeirantes q ficam se sentindo q tudo q acontece é porque nao andam. Mas na verdade, os mesmos problemas ocorrem com os que andam também. Tem muitos olhares de admiração em meio aos demais olhares.

    ResponderExcluir
  4. muito bom o seu texto
    Palavras memoráveis ​​sobre a auto-estima que precisam ser lembrados do olhar, tanto quanto humana.
    http://bit.ly/11Ke2HQ

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...