segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Can Am Spyder adaptada para cadeirantes

Can Am Spyder com a cadeira de rodas, e o Anderson ao lado
Já mostrei aqui o triciclo elétrico Tribike que utilizo no dia a dia e se parece com uma moto, tem a cara e o porte de uma Biz. Ela é preparada para rodar no trânsito, é ágil e silenciosa, e para quem curte tem um gostinho de moto, aquele ventinho na cara e sensação de liberdade. O problema é que não dava para levar a cadeira de rodas junto, mas acabei resolvendo a parada com dois mosquetões. Funciona, mas a cadeira sofre absorvendo as irregularidades do asfalto. Não é tão ruim, pois o Tribke não corre muito, anda em média a 25 km/h. É um veículo legal, dá para sentir um pouco a sensação de moto, mas fica devendo...
Can Am Spyder 990 Rotax
E eis que descobri um outro veículo muuuuito mais legal que o Tribike, um triciclo de grande porte com duas rodas na frente e com alta cilindrada e muita tecnologia:  a Can Am Spyder! Eu já havia visto nas ruas, imaginei que seria possível um cadeirante guiar, mas não imaginava que poderia ser um veículo autônomo! Considero um veículo autônomo aquele que permite a um cadeirante sair sozinho, chegar a algum lugar e passar para a cadeira sem ajuda de ninguém. Enfim, independência para sair e ir para qualquer lugar.
A adaptação que permite levar a cadeira de rodas
Até que vi uma foto de um amigo de BH, o Anderson Cobra, com uma Spyder adaptada para deficiente! A adaptação é uma caixa de metal fixada na lateral da Spyder onde ele encaixa a cadeira de rodas. O câmbio dela é semi automático, é necessário passar as marchas na mão, em uma alavanca abaixo do punho esquerdo, semelhante ao câmbio das bicicletas: com o dedão a gente sobe as marchas e com o indicador reduz, mas a redução, se não for feita, é automática. Muito fácil de guiar e extremamente estável, a Spyder transmite muita segurança. A adaptação é parafusada ao quadro da Spyder e a cadeira de rodas dobrada é fixada por esticadores. O freio passou do pé para o punho direito, e além disso há uma plataforma para apoiar o pé, evitando que se solte. E para completar, um cinto de segurança ajuda na estabilidade do corpo.
Detalhe da cadeira presa por esticadores
A condição é mesmo muito segura, como o encaixe do corpo é bem justo e ainda tem o cinto, não dá a impressão de insegurança nas curvas. Basta inclinar levemente o corpo para o lado para fazer as curvas com segurança. E ela anda muito bem: o motor de quase mil cilindradas desenvolve 106 cv, suficiente para levar os 317 kg dela com desenvoltura. A adaptação da cadeira acrescenta uns 50 kg, e a cadeira mais uns 15. Mesmo assim há potência de sobra para levar o cadeirante e uma carona - esta é mais uma vantagem da Spyder, permite levar a cadeira e a carona com segurança e conforto. A sensação é de guiar uma moto mesmo, com o vento batendo no rosto e aquela sensação de liberdade que só um veículo aberto pode proporcionar. E mais uma vantagem sobre as motos: a Spyder tem marcha a ré! É possível fazer baliza e manobrar facilmente utilizando a ré.
A condução é como em uma moto
A Can Am Spyder adaptada tem apenas dois pequenos defeitos: o preço, bem puxado, em torno de 50 mil reais uma usada, e só carrega cadeira de rodas dobrável. O preço é alto porque ela é importada do Canadá e é um veículo de nicho, específico para diversão e lazer. O problema de carregar somente cadeira dobrável é um problema para fãs de carteirinha de cadeiras monoboloco, como eu. Acho cadeiras dobráveis muito desengonçadas, mais pesadas e visualmente carregadas, apesar que hoje em dia há cadeiras dobráveis mais bonitas e leves, como as da TiLite. Fiz um vídeo mostrando a Spyder e tentando passar um pouco da sensação ao pilotar, confiram abaixo (não reparem no estado da minha cadeira dobrável, está bem detonada). Obrigado por nos mostrar o veículo, Anderson!

7 comentários:

  1. Olá, Alessandro.

    Primeiramente, parabéns pelo blog.

    Sobre o que vc chama de veículo autônomo, nunca vi nada parecido com isto http://triciclos-freeway.webnode.com.br/ É pilotado na própria cadeira de rodas. Segundo o fabricante, é homologado por INMETRO e DENATRAN. Se for bem construído e oferecer segurança, inclusive a fixação da cadeira para pilotar, é uma excelente opção. Se ainda não conhece, dá uma olhada no site.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eduardo, eu já havia visto este triciclo na internet, é também uma boa opção, obrigado pela dica! Abraços

      Excluir
  2. Hoje já é possível encontrar modelos usados a partir de 35mil, também existe adaptação para cadeiras monobloco, o problema que irá perder a opçao de levar o carona ! Abs

    ResponderExcluir
  3. Isso aí Anderson, em uma pesquisando dá para encontrar preços melhores, veja só: http://motos.mercadolivre.com.br/triciclos/bombardier/501-cc-mais/_OrderId_PRICE
    E a adaptação da monobloco taí http://www.youtube.com/watch?v=VrmhU09R5UU
    Já está na minha lista de desejos! Valeu!

    ResponderExcluir
  4. Esse spyder parece ser muito bom pra viajar, sonho de consumo.

    ResponderExcluir
  5. Sou cadeirante desde 2004, e estava em busca de algo que pudesse me trazer a sensação de liberdade, e essa spyder parece ser um achado, e gostaria de saber mais sobre ela, se alguém puder me ajudar. Meu endereço eletrônico é incolares@gmail.com, desde já agradeço.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...