quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Cadeira Stand up

Cristiano de pé, na cadeira Stand-up
Cadeiras de rodas que deixam o cadeirante de pé não são novidade, a primeira vez que vi uma dessas foi na Reatech de 2009, um cara estava na fila para entrar amarrado na cadeira de pé e rodando! Era uma cadeira motorizada Stand-Up, da Freedom, e o mais interessante é que além de deixar o cadeirante de pé ela permite ser dirigida nessa posição. Dessa forma dá para pegar itens em várias portas de um armário sem precisar descer e subir toda hora.
Na época consultei o preço desta belezinha mas quase caí para trás, era quase quinze mil reais! É o preço do conforto... e da necessidade, pois ficar de pé é fundamental, já falei várias vezes aqui sobre a importância do ortostatismo. Como fico de pé usando talas, não pesquisei mais sobre esta cadeira. Recentemente, porém, um amigo meu, o Cristiano, de quem já falei aqui no blog, apareceu no Facebook com uma cadeira Stand Up. A diferença da dele é que, além de não ser motorizada, é beeeem mais em conta. É uma cadeira manual com um sistema elétrico que coloca o cadeirante em pé. 
Stand-up manual da Freedom
Ela custa pouco mais de cinco mil reais - não é barato, eu sei, mas considerando a média de preço das coisas para cadeirantes, até que não é exagerado. E os benefícios não são apenas para a saúde, dentro de casa é uma mão na roda poder ficar de pé em muitas situações. Para pegar coisas em prateleiras, para enxergar em lugares altos, e até para pendurar ou pegar roupa do varal são alguns exemplos. O sistema é muito simples, há um comando no braço similar ao de cadeiras motorizadas que aciona o sistema que coloca o cadeirante de pé. Cristiano disse que até a filha dele aciona facilmente o dispositivo. E esta gostando muito da cadeira, tem feito o ortostatismo com frequência e tem se virado melhor em casa. A desvantagem dela é o peso, tocar ela em locais íngremes é mais difícil. Mas como é uma cadeira voltada mais para o uso em casa,  isso não atrapalha. 
video
O transporte no carro é tranquilo, ela dobra e o dispositivo não é muito grande. Muito útil e prática para o dia a dia, se não fosse tão cara, seria uma ótima alternativa como segunda cadeira, para ficar em casa. Aliás, é uma ótima alternativa, para quem tem condições.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Corrida Maluca de Cadeirantes

Acelerando e se divertindo!
Já vi muitos eventos direcionados a cadeirantes, desde blocos de carnaval até movimentos sociais, como o Movimento Superação, mas nunca tinha visto um tão divertido quanto a Corrida Maluca de Cadeirantes realizada em Porto Alegre pela AACD em julho. Foi a segunda edição do evento, que reuniu 28 crianças cadeirantes fantasiadas e teve o objetivo de mostrar que a cadeira de rodas também pode fazer parte da brincadeira.
Achei muito criativas as fantasias, em maio fui a uma festa a fantasia e procurei por fantasias para cadeirantes, e só encontrei algumas crianças fantasiadas em halloween nos Estados Unidos. Muito bacana uma iniciativa destas por aqui.
Confiram o vídeo exclusivo sobre o evento e se deliciem com os rostos felizes das crianças:
video

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Mineiro está atravessando o país empurrando uma cadeira de rodas

Zé do Pedal na Cruzada pela Acessibilidade
Morei em Viçosa por 13 anos e sempre fui ciclista, andava de bike pra todo lado e fazia trilha todo fim de semana. Naquela época ouvi falar do Zé do Pedal, um ciclista que leva a sério a bicicleta como meio de trasporte e aventura. Ele já fez dezenas de viagens ao redor do mundo pedalando, fez documentários sobre as viagens, e agora está em uma nova iniciativa, caminhando ao invés de pedalar e ainda empurrando uma cadeira de rodas. Atualmente ele já está em Maceió, Alagoas. Vejam a história abaixo.
Demonstrando as dificuldades de cadeirantes
"O ativista mineiro José Geraldo de Souza Castro, Zé do Pedal, 56, começou no dia 10 de fevereiro o projeto: “Extremas Fronteiras – Barreiras Extremas” (Cruzada pela Acessibilidade). Uma caminhada, de 10.700km, empurrando uma cadeira de rodas, saindo de Uiramutã, Fronteira norte com a Venezuela, passando por 20 estados brasileiros: Roraima, Amazonas, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Goiás, Brasília, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, lançou, na última segunda-feira, 13, seu novo site: www.zedopedal.com.br, idealizado e produzido pela agência de publicidade viçosense INTERMINAS.
Zé do Pedal divulgando a caminhada
A caminhada, que terá duração aproximada de um ano, tem como objetivo precípuo ministrar palestras em escolas nas comunidades visitadas visando atrair a atenção das crianças sobre um dos principais problemas que afetam às pessoas deficientes: as barreiras arquitetônicas (atualmente podem-se ver pessoas em cadeiras de rodas impossibilitadas de entrar em um banco ou setor publico, por falta de rampas de acesso ou de elevadores)., e, projetar uma imagem diferente da pessoa deficiente que não gere pena, senão Igualdade – Dignidade – Respeito, pois apenas eliminando as barreiras arquitetônicas e sociais que dificultam às pessoas deficientes a participarem ativamente em todos os aspectos da vida social, teremos um mundo mais justo e mais humano. Para alcançar este objetivo, após as palestras, em parceria com os Lions Clubes do Brasil, serão distribuídas cartilhas, em formato digital, da Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência."
Acompanhem suas aventuras no site do Zé do Pedal:
http://www.zedopedal.com.br/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...