sábado, 28 de novembro de 2015

Banheiro adaptado diferenciado

Materiais de alto nível em um projeto bem executado
Quem disse que banheiro adaptado tem que ter cara de hospital? Porque tem que ser sempre brancos? A partir destes questionamentos, o paulista Paulo Di Mello, que é designer de interiores, resolveu criar um conceito de banheiro adaptado diferente, aliando as necessidades de uma pessoa com deficiência a um ambiente com bom gosto e elegância, aliado ao seu conforto. 
Vejam abaixo o processo nas palavras do Paulo:
"Quando escolhi este espaço para adaptá-lo para um banheiro para uma PCD funcional, não tinha as medidas necessárias para dar maior mobilidade dentro do espaço, mas consegui que ficasse usável e conceitual para que as pessoas tenham uma outra visão de PCD. Após elaboração do meu projeto para a Mostra Viver São Paulo, a qual estou participando e que tem o patrocínio da Deca louças e metais, meu desafio seria fazer a empresa abraçar a causa através de meu projeto pelo fato de não existir barras de apoio douradas somente cromadas, inox ou brancas o que me faria utilizar uma outra linha de metais.
Com o apoio da Deca utilizei bacia suspensa com caixa acoplada de embutir, sendo o acabamento da válvula com Braille e metais da linha Red Gold com as barras de apoio com o mesmo banho as quais ainda não existem no mercado para venda feitas exclusivamente para meu projeto. Através de outros fornecedores utilizei mármore café imperial na pia e soleira para dar elegância, cortinas para dar um ar de conforto e também produtos sustentáveis como um painel de madeira reflorestável e porta em madeira de demolição. Acredito através deste projeto ter contribuído para que as pessoas passem a enxergar o cliente PCD igual a qualquer outro que tenha gosto e opinião."
Parabéns ao Paulo por pensar que pessoas com deficiência também tem bom gosto e prezam pela qualidade. Gostaram do banheiro projetado por ele? Reparem que seguiu todas as normas de acessibilidade, o espelho é ligeiramente tombado para a frente e a lixeira é do tipo basculante. De alto nível!
Quem quiser entrar em contato com o Paulo, o e-mail dele é contato@paulodimello.com.br

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Cadeirante mineiro é escolhido para levar a tocha olímpica

Felipe treinando em sua handbike
O mineiro Felipe de Souza Lima, de Juiz de Fora, é meu parente e conta em entrevista ao Blog do Cadeirante (BdC) como participou e venceu dois concursos para levar a tocha olímpica em dois trechos de sua peregrinação pelo país até chegar ao Rio de Janeiro em agosto de 2016. Confiram:

BdC: Qual seu nome, deficiência e de onde você é?
Felipe: Meu nome é Felipe de Souza Lima, minha deficiência é a Mielomeningocele, sou de Juiz de Fora, Minas Gerais.


BdC: Que esportes você pratica?
Felipe: O esporte que eu pratico hoje em dia é a corrida de rua.


BdC: De onde surgiu a ideia de carregar a tocha olímpica?
Felipe: A ideia de carregar a tocha olímpica veio depois que eu vi a propaganda da Promoção da Coca-Cola chamada "Isso é Ouro" e a propaganda do Banco Bradesco que são patrocinadores dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio2016.


BdC: Como foram as promoções que você participou?
Felipe: As promoções funcionaram da seguinte maneira eu deveria me cadastrar no site da Coca-Cola e do Banco Bradesco, mas eu teria que ser indicado por alguém, e esse alguém foi meu primo por parte de mãe, que me indicou ele teve que escrever nos dois sites a minha história e falar porque mereço ser selecionado para carregar a tocha. Isso já faz uns 2 a 3 meses, há mais ou menos duas semanas atrás a Coca-cola me ligou confirmando meus dados, me fazendo algumas perguntas e disseram que no prazo de 72 horas o contrato chegaria pra eu assinar, escanear e mandar pra eles de volta, e isso aconteceu e fiz, dois dias depois quando fui abrir meus emails, vi um email do Banco Bradesco dizendo a mesma coisa, que eu tinha sido pré-selecionado para carregar a tocha olímpica, a diferença entre as duas promoções é que na Promoção da Coca-Cola o contrato demorou 72 horas para chegar mas o dia e o local que eu vou carregar se eu for selecionado eu já estou sabendo, será no dia 15 de Maio de 2016 ante véspera do aniversário da minha mãe,aqui mesmo em Juiz de Fora  já na promoção do Banco Bradesco eu recebi o contrato no mesmo dia porém, não sei o dia e nem o local que vou carregar a tocha olímpica agora o processo de seleção passará para o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio2016.


BdC: Que recado você deixa para quem tem vontade de participar de uma para olimpíada?
Felipe: O recado que eu deixo para aqueles que tem vontade de participar de uma Paralimpíada, é que não desistam dos seus sonhos, corram atrás desse objetivo, treinem bastante, disputem bastante campeonatos para cada vez mais melhorar na sua performance, mas principalmente tenham fé em Deus, porque sem Deus nós não somos nada e não deixem o comodismo, a depressão e outros males pegarem vocês.

Parabéns e boa sorte Felipe, iremos acompanhar sua participação!

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Cadeirantes devem praticar exercícios físicos?

Fazer exercícios é fundamental - para todos!
Sou cadeirante, devo praticar exercícios físicos? eis uma pergunta muito comum entre os cadeirantes. Muitos acham que pelo fato de não possuírem as funções locomotoras de antes, não é necessário então a prática de exercícios físicos. E é óbvio que isso é um mito.
Não fomos feitos para ficarmos parados, tudo que não se locomove uma hora ou outra enferruja, essa é a lei da vida. Não é porque possuo uma limitação que eu não possa ou deva realizar as minhas atividades preferidas, para tudo há soluções e adaptações.
O cadeirante precisa fazer atividades físicas com frequência, inclusive o próprio médico deverá sugerir as melhores opções e frequência de práticas. A única ressalva sobre os exercícios para cadeirantes é o fato de ser necessária a ajuda de algum profissional ou familiar em alguns casos.

Quais os melhores exercícios para cadeirantes?
Existem muitos exercícios que podem ser praticados pelo cadeirante, como é o caso da natação, por exemplo. A natação é uma atividade bastante prazerosa, e além de tudo ideal inclusive para quem busca emagrecer. Mas os benefícios propiciados por este exercício físico vão além dos citados anteriormente.
A natação pode requerer a ajuda de um profissional de educação física, familiar ou amigo. A musculação é outra opção pertinente, mas para alguns este não é um exercício físico confortável, se este for o seu caso, os aeróbicos são as melhores opções.
Há uma série de adaptações de exercícios físicos para cadeirantes, todos eles com suas respectivas peculiaridades. Para definir qual o melhor exercício físico para você, o ideal é procurar a ajuda de um profissional capacitado, que vai avaliar o grau das suas limitações e sugerir a melhor opção, e se será necessário acompanhamento no momento da realização das atividades.

Benefícios dos exercícios físicos para a nossa saúde
Os exercícios físicos são altamente benéficos para a nossa saúde, eles por exemplo ajudam a aliviar o estresse e a ansiedade. Ambos eventos podem ocasionar a temida depressão, por este motivo devemos procurar meios de inibir qualquer ação deste gênero.
Além disso, os exercícios podem ainda contribuir na diminuição  do LDL, que é o colesterol ruim. E o melhor de tudo é que ele aumenta os níveis de HDL, que é o colesterol bom. Se você sofre de insônia, saiba que os exercícios físicos podem ajudá-lo a dormir melhor.
 
Cuidado com o colesterol!
Já ouviu falar na Serotonina? pois bem, ela é um neurotransmissor responsável pela produção da sensação de bem-estar, os exercícios físicos podem aguçar a produção desse hormônio, e dessa forma aquela sensação de bem-estar inevitavelmente ocorrerá.
Por fim, um dos maiores benefícios das atividades físicas é o auxílio na perda de peso, portanto, caso você esteja querendo eliminar aqueles quilinhos a mais, opte pelos exercícios físicos. Vale salientar porém que, os exercícios só serão efetivos para tal finalidade, se houver uma alimentação balanceada, inclusive neste artigo aqui mostramos a importância de uma alimentação equilibrada.

Conclusão
Independentemente de ser ou não cadeirante, os exercícios físicos são vitais para a nossa saúde e bem-estar. Citamos anteriormente somente alguns dos benefícios dos exercícios físicos, mas eles proporcionam uma série de outros benefícios para a nossa saúde.
Portanto, as atividades físicas são extremamente importantes para os cadeirantes. Procure a orientação do seu médico, e se informe sobre as melhores atividades físicas para o seu caso. Além dos exercícios, pode ser interessante a realização de sessões de fisioterapia.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...