sábado, 13 de outubro de 2018

Como guardar e tirar a cadeira do carro

Com um pouco de treino a gente aprende
A primeira técnica que aprendi e que me deu muita liberdade, muita independência, a ponto do meu dia a dia ficar quase igual a quando era antes do acidente, foi guardar e tirar a cadeira do carro sozinho. Antes disso, toda vez que eu precisava sair de casa, eu tinha que pedir a alguém para ir comigo. Nos primeiros meses eu estava sem trabalhar, me recuperando, mas para ir na fisioterapia, ao médico ou até ao Shopping, eu precisava de alguém para ir comigo, para desmontar a cadeira, guardar no porta malas, e depois montar a cadeira para eu sair do carro. Isso me deixava chateado porque muitas vezes não conseguia fazer o que eu queria, porque não tinha ninguém para ir comigo. 
Felizmente foi um período pequeno, de dois meses, até eu ser chamado ao Hospital Sarah, onde mostraram uma técnica em vídeo de uma pessoa guardando a cadeira no carro. Na época era mais comum a cadeira dobrável, pouca gente usava monobloco. E guardar uma cadeira dobrável por conta própria não é tão difícil, já que ela desmonta várias peças e dá para ir guardando aos poucos. Ainda assim é um pouco pesada, e é preciso força nos braços. Logo que sai de lá eu treinei um pouco e consegui repetir o processo. Aí após adquirir meu primeiro carro adaptado, me tornei muito independente, ia onde queria sozinho, sem maiores problemas. Ou melhor, desde que houvesse acessibilidade onde eu estava indo, mas isso é um problema externo, de estrutura da cidade, e não podemos resolver por nossa conta. Mas mesmo assim dá para contornar. Quando vou a algum lugar que não tem acessibilidade, ligo antes e peço para alguém me auxiliar assim que eu chegue ao local.
O apoio de braço ajuda bastante no processo
Ao comprar minha primeira cadeira monobloco, em 2009, surgiu um novo problema: como guardar aquela cadeira que não desmonta nem dobra? Recorri à Internet e encontrei um vídeo gringo mostrando a técnica. Treinei bastante até conseguir, ou melhor, até desenvolver minha própria técnica, que ficou um pouco diferente da que vi. E aos poucos fui aperfeiçoando a técnica. Aí fiz um vídeo mostrando como faço e publiquei. Depois disso, apareceram vários vídeos mostrando técnicas iguais ou similares à minha. Porém nenhuma delas tinha uma didática muito boa, as pessoas ia mostrando e guardando a cadeira, fazendo parecer fácil. Mas sei que não é fácil, cada pessoa tem um nível de dificuldade, seja devido ao pouco controle de tronco, seja devido à pouca força muscular. Portanto resolvi fazer outro vídeo, desta vez explicando cada passo da técnica que uso, desde o posicionamento, até a fixação da cadeira no banco do passageiro.
E depois mostrei como faço para tirar ela do carro. Esse movimento é mais tranquilo, pois para tirar não temos que fazer tanta força, basta passar por cima e deixar ela descer até o asfalto. E então montar as rodas. Após o vídeo, espero que tenha ficado mais fácil treinarem a forma de guardar e tirar a cadeira. Mas tenha em mente que cada pessoa vai ter suas particularidades, e portanto terá que adaptar o método à suas limitações. E, se necessário, irá utilizar ferramentas ou acessórios para ajudar a estabilizar ou puxar a cadeira para cima. Alguns acessórios que vejo utilizarem são tábua de transferência e alças de apoio. É possível instalar no carro alças do lado do motorista, daquelas popularmente chamadas de "pqp", o que ajuda tanto na transferência quanto ao guardar a cadeira. O desafio maior é tirar a cadeira do chão e levar até o colo do motorista. Uma vez que se consiga isso, é só acabar de guardar. Vejam abaixo o vídeo que produzi, espero que ajude muita gente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...