segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Como escolher melhor o porta malas

Que acha desse tantinho de bagagem? Aí tem cadeira de banho, de rodas, duas bicicletas e bagagem de quatro pessoas.
Nos vídeos de test drives que mostro sempre dou ênfase ao tamanho do porta malas e à facilidade - ou dificuldade - para colocar a cadeira de rodas nele. Desta forma, busco mostrar o grau de dificuldade para se guardar uma cadeira no porta malas, e o que determina isto é, além do tamanho do mesmo, o formato, a quantidade de plástico que tem ao redor e na tampa, e a altura da base do porta malas - que fica ali logo acima do para choques. Quanto mais alta a base do porta malas, mais alto será necessário levantar a cadeira de rodas para guardá-la dentro dele. Em geral os carros não tem porta malas muito altos, mas na categoria dos SUVs isto complica um pouco, pois uma das características deste tipo de carro é a maior altura do solo. Pensando nisso, a maioria das montadoras já deixa um recorte maior na tampa para que não seja necessário levantar nenhum tipo de carga muito alto. Mas dou dois exemplos em que isto foi "esquecido": o Chery Tiggo 2 e o Citroën C4 Cactus. Neles é preciso levantar bastante a cadeira para colocar no porta malas. No primeiro, não é necessário desmontá-la, o que torna ainda mais difícil a tarefa, pois é preciso levantar a cadeira bem alto até passarem as duas rodas daquela base. E então a cadeira pode ser encaixada lá dentro. Para retirar, é o mesmo trabalho, é necessário levantar a cadeira até ultrapassar a base para então descê-la até o chão.
Nos sedans é importante observar a largura e altura da abertura do porta malas, pois pode dificultar o acesso da cadeira
Outro ponto importante é a amplitude da abertura dele após abrir a tampa. É importante verificar a largura e principalmente a altura da "boca" do porta malas. Se for muito estreito ou muito baixo, será difícil posicionar a cadeira - principalmente as do tipo monobloco - até conseguir enfiar dentro do porta malas. A dica que eu sempre dou para carros com abertura do porta malas estreita, é enfiar a cadeira de cabeça para baixo colocando primeiro a traseira dela, depois as rodinhas, e então girar e deslisar ela até o fundo do porta malas. Desta forma a cadeira não bate muito na lataria do carro e ainda otimiza o espaço lá dentro. Muitas vezes é possível colocar as rodas por cima da cadeira, deixando ainda mais espaço para bagagens.
A vantagem dos SUVs é que em alguns cabe a cadeira de rodas montada
No fim das contas, qual o porta malas ideal? Eu sempre sugiro um porta malas que caiba a cadeira de rodas sem desmontar. Vai ter quem diga "Ah, mas não custa tirar as duas rodas na hora de guardar". Não custa porque não é você quem tira. Quem guarda a cadeira do cadeirante no porta malas é sempre outra pessoa. A esposa, o marido, o pai, mãe, e por aí a fora vai. E é muito mais fácil rebater o encosto, pegar e colocar ela lá dentro. Em alguns modelos, como a Spin, não precisa nem rebater o encosto se a cadeira não for muito alta. Além de facilitar a vida de quem guarda, é muito mais rápido. E algumas vezes, a gente está com pressa. Mas tem que esperar tirar uma roda, virar a cadeira, tirar outra roda, guardar a cadeira, depois uma, depois a outra roda. É no mínimo o triplo do tempo do que guardar a cadeira toda. Vai por mim, vale a pena investir um pouco mais e comprar um carro que caiba toda a cadeira. E que carros cabem? São poucos dentro do limite de 70 mil reais que dá para comprar com as duas isenções, posso até listar: entre os SUVs, cabe no Captur, no Duster, no Kicks, no Peugeot 2008 e no Tiggo 2; minivan, cabe na Spin e no Aircross; perua, cabe na Spacefox e na Adventure. E só. Se eu tiver esquecido algum, deixe nos comentários e eu atualizo. O melhor de todos sem dúvida é a Spin, que tem o maior porta malas, com 710 litros, e a tampa mais ampla e baixa. Facílimo de guardar a cadeira, e ainda sobra muito espaço. É ela o carro da primeira foto deste post.
Até um carro pequeno como o Mobi cabe uma cadeira de rodas, desde que rebata parte do banco traseiro
Acima do limite, aí já tem muitos outros modelos. Cabe salientar, que estes que citei eu sei que cabem mais modelos e tamanhos de cadeira, pois em todos eles testei a minha cadeira, uma monobloco tamanho 44. Não vão caber todas as cadeiras, mas a grande maioria, sim. E há outros modelos que pode ser que caiba cadeiras menores, tamanho 42 para baixo, como o Creta e o Renegade, mas aí teria que testar, e não posso afirmar com certeza. Entre os sedans, todos eles precisam que a cadeira seja desmontada, mas há alguns que esta tarefa é mais difícil, em especial modelos que tem a caída do teto tipo "fastback", como o HB20S e o Arrizo 5, pois o ângulo do teto deixa menos espaço para a tampa do porta malas, e a abertura fica mais estreita. Cito dois que a abertura é muito boa, o Voyage e o Versa. Se sua opção for por um hatch, certifique-se que a cadeira caiba "assentada" no fundo do porta malas, ou seja, com o eixo traseiro e as rodinhas dianteiras encostadas no fundo dele. Isso facilitará colocar as rodas e sobrará mais espaço para bagagens. Se a cadeira entra de lado, ocupa muito mais espaço. Nestes, caso não seja utilizado o banco traseiro, é possível rebatê-lo, ou parte dele, e aí pode caber até mesmo a cadeira montada.
Em hatches como o 208 cabe a cadeira de rodas assentada no fundo
O que sugiro é relacionar os carros que tem interesse em comprar, e então ir às concessionárias testar para ver se cabe a cadeira. Transfira para algum lugar, e peça alguém para colocar para você.
Seguindo essas dicas, espero que facilite a tomada de decisão na hora de comprar um carro, principalmente ao considerar o tipo e tamanho de porta malas ideal!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...