terça-feira, 7 de setembro de 2010

Meriva

Semana passada estive novamente na Cidade Administrativa para uma reunião e como sempre, ao pedir o táxi, pedi um com porta-malas grande e que não fosse Idea. O carro é alto e o porta-malas, apesar de não ser tão pequeno, é estreito e alto e dificulta para colocar a cadeira, sendo necessário rebater um pouco o banco.
A empresa é eficiente, fez o que pedi, "pero no mucho". Mandaram um Meriva, e pela semelhança com o Idea já vi que ia dar problema.
O carro é tão alto quando o Idea, dificultando um pouco a entrada, mas a porta abre bem, deu pra passar tranquilo. Mas já avisei pra Fernanda, a taxista (muito simpática e falante, por sinal) que teria dificuldades para colocar a cadeira lá atrás. Ensinei como desmontá-la e já imaginei a demora. Pra minha surpresa, ela colocou a cadeira rapidinho. Perguntei se foi difícil e ela disse ter sido muito mais fácil do que outra cadeira que precisou colocar de outra pessoa, daquelas tipo X. E mais surpreendente, ela conseguiu colocar a cadeira sem precisar remover a tampa do porta-malas. Não tive como tirar foto da cadeira no porta-malas, mas pelo menos da tampa no lugar.
Fernanda está muito satisfeita com o carro, tem motor forte e econômica (1.8 - 102 cv), boa posição de dirigir (como eu disse, é mais alto) e bom espaço interno. Lembrei-me de quando comprei meu carro, como o Meriva também tem a opção de câmbio automatizado, era uma boa opção, mas por ser minivan já foi excluído das minhas opções. Quem sabe quando eu tiver três filhos...
Seguindo viagem, vi que o carro tinha um DVD player bem completo, ela colocou um DVD de clipes e fui perguntando sobre as funções do aparelho (adoro tecnologia!) Descobri que ela não usa o bluetooth do aparelho, pois não tinha conseguido configurar direito. Falei das vantagens da função, que uso no meu carro, e comecei a fuçar no dela pra entender e explicar.
Rapidinho descobri as funções e conectei com meu celular, e já liguei pra minha namorada pra mostrar como funciona. E descobri uma função bem interessante, que eu já tinha percebido que falta no meu carro: o som deixa o bluetooth aberto e quando você coloca música pra tocar no celular, sai nas caixas de som do carro. Isso confirma minha teoria: o celular já é capaz de concetrar tudo que você precia pro dia-a-dia, incluindo trabalho e diversão. Os outros aparelhos à nossa volta vão se conectar cada vez mais a ele.

Um comentário:

  1. Não é à toa que tem tanta Meriva sendo usada como táxi, é bastante espaçosa e boa de motor. Só acho vacilo não ter versão 1.4 com o câmbio Easytronic, seria uma briga boa com o Honda Fit básico.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...