domingo, 6 de maio de 2012

Vergonha da cadeira de rodas

Minha jangadinha é bem feinha
Não são raros os casos de cadeirantes que ficam meses sem sair de casa. Tem outros que só saem para ir ao médico ou ao Hospital Sarah, pois o ambiente tem mais a ver com um cadeirante. Também não é incomum ouvir histórias de pessoas que ficaram meses, ou até anos na cama, pois não aceitaram a cadeira de rodas. Afinal, qual o problema desse povo?
Há os motivos pessoais ou até psicológicos, mas muitas vezes o motivo é a vergonha da cadeira de rodas. Não exatamente de estar em uma cadeira de rodas, mas pelo fato de uma cadeira de rodas ser um objeto feio, esquisito e sem estilo. Como muita gente pensa, a vaidade não vai embora porque a pessoa vira cadeirante. Como todo mundo, a gente continua gostando de se sentir bonito, de estar na moda e de se vestir bem.
Que tal uma corzinha? Nem tanto, né...
Como a cadeira passa a ser um complemento constante do nosso corpo, devemos parar para pensar o quanto é importante se sentir bem com a aparência dela. E tudo começa pelo modelo. Convenhamos que as cadeiras dobráveis, tipo duplo X, são bem feinhas, mas podem ser melhoradas. A primeira coisa que pode mudar é a cor. O mais comum é o cinza claro, padrão destes modelos. Não tem porque manter ela na cor original, se você gosta de vermelho, mande pintar de vermelho. Se gosta de azul, a mesma coisa. É uma coisa simples, mas dá outro visual. Tem gente que não gosta, prefere o cinza justamente para passar despercebido, já que a cor chama a atenção. Acontece que passar despercebido em uma cadeira de rodas é impossível. Então, porque não colocar uma corzinha? Claro que não precisa pintar um arco íris na bichinha, mas escolher uma cor que combine mais com a pessoa cai bem.
As monobloco tem design mais "limpo"
Os modelos monobloco são bem mais bonitos, independente da cor. O design mais limpo, com menos ferros à mostra, é bem mais belo do que as dobráveis. E elas geralmente são disponíveis em várias cores, metálicas ou sólidas. Mas elas costumam ser um pouco menos confortáveis, já que geralmente não tem braços, mas acho que isso é questão de adaptação. Hoje eu não sinto muita diferença. Além do design, a facilidade em desmontar ajuda muito no dia a dia.
Além da cor, o encosto rígido que geralmente vem nas monobloco permite ainda aplicar um adesivo e personalizar ainda mais a cadeira. Nas cadeiras de mulheres, que tem ainda mais vaidade, fica bem bacana, dá até um certo charme. Há vários modelos, os mais comuns são os de borboletas, acho uma gracinha. Ainda mais que a borboleta é o símbolo da transformação, o que agrega ainda mais como simbologia. A da foto abaixo é da Tuigue, do blog Muletas Cor-De-Rosa.
Com adesivo fica um charme
Outra coisa que compõe bastante o visual de uma cadeira são as rodas. As que tem três ou cinco raios dão uma grande diferença no visual. As mais famosas são as X-core, que uso na minha cadeira, mudam completamente o visual. Ainda mais nas monobloco, no caso da minha, uma M3, acho bem bonito o desenho do eixo traseiro em alumínio, que fica aparente com essas rodas. Há também as de magnésio com três raios, também muito bonitas.
Enfim, não há porque ter vergonha da cadeira de rodas. Já que é impossível sair sem elas, que tenham a nossa cara e nos dê mais prazer em sair de casa. Porque, convenhamos, ficar dentro de casa todo dia não tá com nada!

38 comentários:

  1. Tudo bem Alessandro? Como sempre muito boa as suas dicas. É na cadeira que vcs se sentem mais independentes, como não gostar de algo tão essencial não é mesmo? Pela AACD, fiquei sabendo que o SUS fornece cadeira nova pra quem não tem condições de comprar. É aquela comum, mas já ajuda e pode escolher a cor... Fica a dica pra quem não sabe.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Preta. Realmente faz toda diferença se sentir bem nela. Bom saber, obrigado pela informação, pelo menos dá para variar a cor! Abraços

      Excluir
  2. Concordo plenamente!!

    Depois do meu acidente fiquei por um bom tempo com vergonha de usar cadeira por diversos motivos.

    Minha primeira cadeira era uma simples que ganhei do meu tio, era em X. Depois, comprei pela internet uma em X também mas era bem mais bonita, parecia ate uma monobloco. Recentemente comprei uma M3 com uma X-core e almofada Roho (fiquei com inveja da sua Sam kkkkk agora falta comprar um Bravo rsrs)

    Mas é como você disse, no meu trabalho eu uso a cadeira mais chique e cara.

    Ah uma coisa que só reparei agora Sam, vc ficou para-plegico em Julho de 2006 e eu em Maio de 2006 rsrs. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Wendell, vale a pena investir em um veículo mais bonito e confortável, e pode me copiar à vontade! Temos quase o mesmo tempo de lesão, mesma luta! Abraços

      Excluir
  3. San, realmente estar em uma cadeira que você se sinta bem faz toda a diferença....recentemente comprei uma monobloco (na RETECH - 2012)....minha primeira cadeira, que eu ganhei(vale lembrar), ele era meio feinha, e o design dela era bem carregado...rsrsrs...sinceramente: eu não me sentia nada bem nela. Mas é incrivel como minha vida mudou depois dessa nova cadeira....hoje sinto mais vontade de passear e tenho maior orgulho em sair de casa e mostrar meu novo "veículo", vivo recebendo elogios....e olha que a cor dela (verde limão) chama muita atenção da galera....definitivamente tou bem mais feliz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato Wellington, dá orgulho de sair com um produto moderno e belo. Se é para fazer a gente mais feliz, tudo vale a pena! Parabéns pela cadeira! Abraço

      Excluir
  4. Devemos lembrar que uma cadeira M3 tem um custo alto e está em média de R$ 3.000,00 e muitos não tem condições de comprá-la. Será que nesta situação não existe incentivo governamental com desconto de ICMS e IPI como acontece em automóveis? E em outros produtos como material ortopédico, triciclo adaptado e outros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Vilmar, dá vergonha é dos preços que cobram das cadeiras de rodas no Brasil. O governo não tem incentivo específico para este tipo de material, mas deveria ter. Infelizmente é nossa realidade.

      Excluir
  5. Oi, Sam.
    Importante falar sobre a vergonha. É um sentimento, é bom lembrar, que não diz respeito apenas ao usuário do veículo, mas também às pessoas que fazem parte do círculo social da pessoa que usa a cadeira de rodas (tamanha é a força do estigma, é como se fora um letra escarlate, lembra desse filme?). Amo minha letra escarlate. Ela faz parte da minha identidade, é uma possibilidade de deambulação, é um meio de transporte carregado de simbologia e sentimentos. A minha não é estilosa, é clássica e é motorizada (É um verdadeiro Mercedes...rs!).
    Conheci e conheço muita gente que tem vergonha de usar e de estar perto de alguém que a use. Embora compreenda as razões, lastimo a dificuldade que as pessoas têm de se abrir para novas possibilidades de estar no mundo. Mas enfim, a vida é isso, insistência e persistência na medida certa.
    Até a próxima!

    (P.S.: Recebeu meu email sobre a mini bike? Comprei uma. É show de bola! Confira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem colocado, Florbella. Se todos pensassem assim, viveriam bem melhor. Recebi seu e-mail sim, muito bacana a mini-bike!

      Excluir
  6. O tema é super interessante! Tem um rapaz tetraplégico na minha rua que quem não mora aq a pelo menos 15 anos não sabe que ele existe, lamentável! Sou paraplégico a 9 anos todos me conhecem e os mais bem esclarecidos me elogiam veem em mim um exemplo de superação e vontade de viver, claro que a isso devo muito a minha família e amigos, só lamento não ter amigos cadeirantes igual a mim, sei lá as vezes sinto falta dessa amizade. Quanto a sair de casa... isso nunca foi problema, já tive cadeira menos bonita e nem por isso deixei de viver.
    Abraço a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí Edmar, a superação começa vencendo a vergonha da cadeira e de sair na rua! Deixar de viver é que não dá! Abraço

      Excluir
  7. Oi Sam, Boa noite!
    Nunca tinha visto o seu site, e adorei conhecer..
    Minha Mãe tem paralisia infantil desde os 6 meses de idade, mas conseguia andar (mesmo com dificuldade).
    Com o passar dos anos, a sua colomoção estava cada vez pior (por conta da artrite e artrose), foi ai que em 2010 entramos em um consorcio de uma mobilete, e fizemos adaptações durante 1 ano.. Enfim a motinha dela estava pronta para andar, porém no bairro humilde que moramos, a dificuldade de passear na rua é imensa. Mesmo assim ela ia de moto até o outro quarteirão (na casa da minha vó e minha tia).
    Em Janeiro, Ela foi fazer a volta na moto dentro de casa (na garagem), daí ao inves de frear, ela acelerou.. Terminou caindo, a moto invadiu o portão da Rua. Ela quebrou o punho, e machucou bastante o joelho "bom".
    Ganhamos uma cadeira de uma amiga da faculdade, daí então precisamos adaptar muitas coisas em casa.
    O primeiro passo acredito que é o quarto e o banheiro.
    Você poderia nos dar alguma dica?

    Obg e Parabéns por aproveitar a força que Deus lhe deu.

    Mariana Fernandes
    Recife - PE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariana, é isso aí, as adaptações mais importantes em casa são no quarto e banheiro. Aqui no blog há boas dicas sobre o banheiro, basta digitar "banheiro" na caixa "Pesquisar neste blog" lá no canto superior direito. No quarto, o importante é a altura da cama e espaço para a cadeira girar ao lado dela. Qualquer coisa, mande um e-mail para blog.cadeirante@gmail.com. Abraços!

      Excluir
  8. Olá,
    Meu nome é Priscila tenho 19 anos e sou portadora de mielomeningocele, uma má formação que se da dentro do últero,logo,nasci assim. Devido a esse problema,sou cadeirante.
    Gostaria de saber porque todos preferem ir para o Sarah Kubitchek de Brasília já que existe outras unidades?
    Moro em São Paulo e gostaria de saber se você conhece algum lugar parecido com esse que faz reabilitações por aqui.
    Ou no caso, você acha legal eu estar indo até o de Brasília?
    Você gastou muito para ir para lá?
    Porque eu queria criar a minha própria independencia nas atividades do dia - a - dia e eu acho que indo para um lugar como esse facilitaria bastante para que eu aprendesse.
    Desde já agradeço e espero retorno,
    Priscila .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Priscila, acho que o Sarah de Brasília tem mais profissionais capacitados e uma postura menos radical, por isso o pessoal vai pra lá. Eu vou sempre ao Sarah de BH, mas já me sugeriram ir para Brasília também. Acho que vale a pena gastar um pouco para ir para lá já que não tem na sua cidade. Mas o Sarah de BH, por exemplo, que é mais perto de você, pode também te atender. Eles são muito importantes para te auxiliar a ficar mais independente. Abraços

      Excluir
  9. Bacana demais ver um blog assim, até quem não tem nada a ver com os problemas enfrentados por um cadirante ou qualquer pessoa,fica de queixo caido ao perceber como é possível ser feliz!!!
    Parabéns e que vc continue sempre incentivando as pessoas, a procurar a felicidade!!

    ResponderExcluir
  10. Eu fiquei cadeirante de 2009 pra cá,tive uma trombose e perdi a perna direita, como tenho artrose na outra ,não consigo andar com a prótese.tenho 47 anos,e sou como você falou,só saio para ir ao medico,super mercados e pra escola,mas meu motivo não é vergonha,mas sim falta de condução adequada.Consegui o transporte especial que vale apenas para trabalho,saúde e educação.
    Parabéns pelo blog,tudo de bom.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  11. Olá Sam!

    Queria deixar minha primeira postagem em seu Blog!
    Primeiro agradecer pelo seu belo Blog e trabalho e dedicação em manter o cadeirante instruído, gostei muito das dicas de boteco mais o que me fez encontrar seu Blog foi o assunto cadeira de rodas M3, acabei de adquirir uma e fico vendo os contra tempos que o pessoal tem com a mesma desejo ter mais sorte!
    Mais de cara apanhei bastante pra regular a altura do pedal e os parafusos da plataforma tavam super agarrados não soltava nem com anti-gripante e os parafusos da regulagem da altura não consegui apertar por completo pois foi ficando muito duro, e ficou pela metade + ou - mais ficou preso o pedal!@
    Tem alguma dica sobre o assunto acima como fazer uma regulagem do pedal e aperto dos parafusos sem dificuldades???
    Mais continuando sobre o Blog muito rico pra mim e as dicas e problemas resolvidos da M3 por você vão ser de grande valia pra mim...
    E a cadeira como anda sem dar mais defeitos e problemas, não deixe de atualizar qualquer problema apresentado por ela pois é importante sabermos!

    Achei muito legal e inspirador o vídeo pedalando na Pampulha de rendbike você nos passa vontade de viver e bem curtindo a vida, sempre vou estar espiando por aqui pra me incentivar cada vez mais...
    Além da M3 temos algo em comum sou de Bh também quem sabe um dia a gente não se tromba por ai...



    No mais um forte abraço
    Wevton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Wevton, a regulagem é feita através dos parafusos mesmo, só que não costumam ser tão agarrados assim, os meus soltaram com facilidade e ajustei para o tamanho das minhas pernas - na verdade ficou um pouco acima, se eu colocar muito para baixo raspa no chão, mas consegui um meio termo. Eu usei chave allen comum, soltou fácil, mas tem umas que tem um cabo e giram, pode facilitar.
      Muito obrigado pelos elogios, fico muito feliz por ajudar de alguma forma!
      Abraços

      Excluir
  12. Olá Alessandro..tudo bem?
    Bom, o que eu gostaria de saber é se vc encontra fácil um pneu para a xcore 3, pois estou com medo de comprar uma cadeira, colocar essa roda e depois não achar pneu para comprar, e para a xcore 3 só tem o pneu shox?

    adorei seu blog...um achado fantástico para mim, fiquei em uma cadeira depois de uma cirurgia para descomprir a medula.
    Um abraço
    Paula

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paula, a roda para a Xcore 3 não é muito fácil de encontrar mesmo não, pois o aro é 25", mas hoje em dia com internet, é só comprar em um site de confiança e você recebe em casa. A minha veio com o Shox e ainda não precisei trocar, mas já conheço um cara que vende pela internet, o Andrés (https://www.facebook.com/andresbrasil444). Obrigado pelos elogios!
      Abraços

      Excluir
  13. Oi nossa muito 10 seu blog eu sinto vergonha mesmo de sair de casa por que apesar de tudo eu uso cadeira de rodas e ainda por cima fralda geriatrica morro de vergonha das pessoas perceberem o uso da fralda principalmente quando ela fica "pesadinha"
    Eu tenho medo de sair de casa e acabar vasando xixi e todo mundo ficar me olhando
    Por favor me de uma dica para superar isso
    Ah vc ja passou por isso como usar a fralda geriatrica
    Bjs Selena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Selena, eu uso coletor de perna, homem tem essa vantagem, mas você pode usar também mini fralda, que parece um absorvente grande, de vez em quando eu uso também, com bermuda. Você não deve se preocupar com isso, se perceberem que você está de fralda ninguém tem nada com isso, o importante é você fazer o que quiser sem se preocupar com os outros.

      Excluir
  14. Ah sim vc tem toda razao obrigada pelos conselhos bjs

    ResponderExcluir
  15. Oi Alessandro eu tava vendo sua foto e tenho impressao de que te conheco de algum lugar vc viajou pra algum lugar em agosto do ano passado seu rostinho pra mim nao eh nem um pouco estranho
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, eu viajo bastante, em agosto do ano passado estive em SP (capital). Que me lembre, foi só. Bjos

      Excluir
  16. Ah sim vc tem msn se tiver vc pode me passar eh q eu queria falar com vc por la q eh bem melhor neh bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu até tenho, mas não uso. Me adiciona no Facebook, por lá fico sempre on-line. Tem um link na lateral do blog. Bjos

      Excluir
  17. Eh q eu ja nao sou muito de facebook entendi eu gosto mais do msn se quiser me passar ai eu te mando convite e agente ve os horarios pra gente conversar desculpa eu ainda nem te falei meu nome eh Ana na verdade eh Ana Paula mais eu gosto mais do Ana bjs s2

    ResponderExcluir
  18. Boom Alessandro eu entro pelo celular no seu blog nao sei se eu vou achar o link do facebook eu fui tentar te procurar mais nao tenho certeza de que eh vc mesmo se vc quiser me procurar ta Ana Paula Otavio e uma foto de um coracao rosa ta bom
    Mais mesmo assim se vc quiser me passar seu msn ok bjs

    ResponderExcluir
  19. Obrigado por me mandar solicitacao de amizade no face vou entrar hj a noite pra ver se eu consigo te pegar on line se nao vc me fala os horarios que vc pode estar entrando q eu entro tambem ta bjs

    ResponderExcluir
  20. Muito legal o post Alessandro. É bem por ai mesmo. Grandes dicas sempre! Beijos

    ResponderExcluir
  21. Oi tenho um amigo ke ficou paraplegico usa fralda e sonda..ele eh sozinho pois a esposa foi embora depois do acidente ..ele n ker sair de casa ja tentounse matar e eu nao sei por onde comecar a ajudar vele..ja consegui um colchao casca de ovo ..alguem pode me ajudar pq n sei por onde comeco..eu ainda vo dar entrda no seguro dpvat e no auxilio invalidez ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pâmela,
      Logico que seu amigo vai ter dificuldades de aceitação... mas depois de um tempo ele entende essa nova fase!

      Faz o seguinte, leve ele para assistir uma prova do campeonato de automobilismo de Marcas e Pilotos em SP onde existe a 1a equipe de cadeirantes do automobilismo brasileiro. Todos nós temos que ir em busca da felicidade independente da condição
      É dia 21/07/2013... veja https://www.facebook.com/EquipeIgt?fref=ts

      Excluir
  22. oi......moro no DF e queria saber se vcs sabem onde pintam cadeiras de rodas...obrigada....

    ResponderExcluir
  23. Olá, peguei uma tilite zra ontem ela já estava usada penso em personalizar mesmo ela sendo linda na cor do titânio mesmo, mas tá arranhada e tal eu tenho as rodas x core 5 mas prefiro a de raio pois absorve melhor os impactos, se souberem de algo que de uma enclementada me falem valeu

    ResponderExcluir
  24. Olá, peguei uma tilite zra ontem ela já estava usada penso em personalizar mesmo ela sendo linda na cor do titânio mesmo, mas tá arranhada e tal eu tenho as rodas x core 5 mas prefiro a de raio pois absorve melhor os impactos, se souberem de algo que de uma enclementada me falem valeu

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...